CineBuzz
#CineBuzzJáViu / NOVIDADE

"Cavaleiro da Lua" traz de volta o sentimento de começar do zero, há muito tempo perdido na Marvel | #CineBuzzIndica

Série com Oscar Isaac ("Star Wars") estreia no Disney+ nesta quarta-feira (30)

Henrique Nascimento | @hc_nascimento Publicado em 29/03/2022, às 13h00

"Cavaleiro da Lua", nova série da Marvel, chega ao Disney+ na quarta-feira (30) - Divulgação/Disney+
"Cavaleiro da Lua", nova série da Marvel, chega ao Disney+ na quarta-feira (30) - Divulgação/Disney+

Desde que a Marvel se propôs a criar o seu universo cinematográfico, não só adaptando histórias dos quadrinhos, mas criando enredos que se ligam como um quebra-cabeça, ela tem feito história.

Goste ou não, os mais de vinte filmes lançados até o momento não foram só um sucesso de bilheteria, mas também de público, o que elevou a franquia a outro patamar. E é aí que está o calcanhar de Aquiles do Universo Cinematográfico da Marvel: a sua própria grandiosidade.

Com o lançamento de "Vingadores: Ultimato" em 2019 - longa que encerrou as três primeiras fases da franquia com torcida organizada nos cinemas e tudo o que tinha direito -, a tarefa da Marvel agora é se superar ao mesmo tempo em que introduz novos personagens, já Steve RogersTony StarkNatasha Romanoff e tantos outros saíram de cena.

E ela tem conseguido, apoiando-se em narrativas pré-existentes, que ainda poderiam ser exploradas, como nas séries "WandaVision", "Falcão e o Soldado Invernal", "Loki" e "Gavião Arqueiro"; ou introduzindo novos personagens em contextos já conhecidos, para então desenvolver novas histórias, como nos casos de "Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis" e "Eternos". 

Porém, com "Cavaleiro da Lua", que estreia no Disney+ nesta quarta-feira (30), a Marvel nos leva de volta ao passado, como lá em 2008, e nos joga em um terreno totalmente desconhecido, dentro de uma experiência que não vivíamos há muito tempo: a de começar do zero.

A não ser pelo logo no início dos episódios ou os créditos com o nome de Kevin Feige, presidente do Marvel Studios, talvez você nem note que "Cavaleiro da Lua" é uma série da Marvel, a princípio. Na história, Oscar Isaac - em seu retorno às adaptações da editora após o fracasso de "X-Men: Apocalipse", de 2016 - vive Steven Grant, um atendente de uma loja de presentes em um museu, com vida, rotina e animal de estimação banais. 

Porém, ele tem problemas ao dormir e, por isso, sempre tenta se manter acordado. Quando há risco de pegar no sono, ele se amarra a cama e torce para que tudo corra bem, mas acaba acordando todas as noites como se tivesse corrido uma maratona. A situação fica ainda mais complicada quando Steven começa a ter apagões durante o dia e, de repente, se vê envolvido em algo muito maior do que jamais poderia imaginar.

Assistir a "Cavaleiro da Lua" é como vivenciar uma experiência extracorpórea: assim como o protagonista, nós não entendemos nada do que está acontecendo e vamos descobrindo aos poucos, conforme os episódios vão rolando. É como se fôssemos Steven, do lado de cá, assistindo a si mesmo tentando entender no que se meteu.

Talvez para os fãs mais fiéis, que já leram os quadrinhos sobre o personagem, os episódios levantem sinais sobre a trama, mas para o espectador leigo, que acompanha as histórias dentro do Universo Cinematográfico da Marvel, a tarefa é um pouco mais complicada. Porém, isso acaba sendo a parte mais legal da série.

Há quanto tempo não vemos um filme da Marvel sem que, antes, mergulhássemos em um mar de teorias e rumores, ainda que sem querer? Aconteceu recentemente, com "Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa". Ainda que isso não estrague totalmente a experiência, que acaba sendo fantástica de qualquer forma, é bom ficar no escuro. Nos lembra quando a gente começou nesse universo e, bom, é como se tivéssemos começando novamente, não é mesmo?

Considerando isso, "Cavaleiro da Lua" acaba sendo uma "bagunça organizada": a jornada é turbulenta, você vai se perder algumas vezes e, quando pensar que está no caminho certo, vai se ver totalmente perdido novamente. A escolha narrativa pode até frustrar os fãs com o tempo, que não terão a oportunidade de maratonar a série, já que os episódios serão lançados semanalmente, mas dá para confiar que, no final, "Cavaleiro da Lua" recompensá-los com mais uma aventura épica no estilo Marvel.

 


A Marvel está repleta de lançamentos em 2022! Para qual você está mais ansioso?

  • "Cavaleiro da Lua" (31 de março no Disney+)
  • "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura" (5 de maio nos cinemas)
  • "Ms. Marvel" (8 de junho no Disney+)
  • "Thor: Amor e Trovão" (7 de julho nos cinemas)
  • "Mulher-Hulk" (Sem data de estreia definida no Disney+)
  • "Pantera Negra: Wakanda Para Sempre" (10 de novembro nos cinemas)

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!