CineBuzz
#CineBuzzJáViu / NOVIDADE

"How I Met Your Father" diverte enquanto tenta deixar erro grosteco no passado | #CineBuzzIndica

CineBuzz bateu um papo com os criadores do derivado de "How I Met Your Mother", que estreia nesta quarta (9) no Star+

Henrique Nascimento | @hc_nascimento Publicado em 09/03/2022, às 20h00 - Atualizado em 10/03/2022, às 20h00

"How I Met Your Father" diverte enquanto tenta deixar erro grosteco no passado - Divulgação/Star+
"How I Met Your Father" diverte enquanto tenta deixar erro grosteco no passado - Divulgação/Star+

Nove anos para nada. Foi essa a sensação que grande parte dos fãs sentiram ao terminarem o último episódio de "How I Met Your Mother", há quase dez anos. A história de Ted (Josh Radnor), nos levou por oito temporadas até conhecermos a fofíssima mãe Tracy McConnell (Cristin Milioti). Porém, uma temporada depois, descobrimos que ela morreu e Ted acaba indo atrás de seu grande e verdadeiro amor, a amiga Robin Scherbatsky (Cobie Smulders).

Começo este texto com um (baita) spoiler, mas por dois motivos: para poupá-lo de perder o seu tempo, como eu perdi, assistindo a "How I Met Your Mother"; e também porque a série deve ficar bem no passado com a estreia de "How I Met Your Father", spin-off da produção, que promete corrigir o grande erro da série anterior, alémde resgatar a nostalgia de uma sitcom tão adorada.

A premissa de "How I Met Your Father" é a mesma de sua série-mãe: Sophie (Kim Cattrall, de "Sex and the City"), em 2050, liga para o seu filho, em uma noite qualquer, para contar a história de como conheceu o pai dele. A partir daí, voltamos ao passado - o nosso presente - e conhecemos a jovem fotógrafa Sophie, vivida por Hilary Duff ("Younger"), lutando para encontrar o amor na era dos aplicativos de relacionamento.

Nessa viagem, somos apresentados aos amigos Sid (Suraj Sharma, "As Aventuras de Pi") e Jesse (Christopher Lowell, "Veronica Mars"), enquanto Sophie pega um táxi para ir a um encontro. Depois, ao retornar, conhecemos a melhor amiga da fotógrafa, Valentina (Francia Raisa, "Grown-ish"), que acaba de conhecer o inglês Charlie (Tom Ainsley, "A Realeza"), mas já o abriga no apartamento que divide com Sophie.  

Mais tarde, após Sophie perceber que ficou com um celular que não era seu ao sair do táxi, ela conhece a divertida Ellen (Tien Tran, "A Lenda de Candyman"), irmã de Jesse, que completa o sexteto protagonista da produção, e descobre que não é a única sofrendo por amor na cidade de Nova York em 2022. Porém, nessa mesma noite, ela também conhece o futuro pai de seu filho, durante a festa de noivado de Sid.

Ou seja, logo no primeiro episódio já temos uma grande diferença de "How I Met Your Mother": sabemos onde e quando Sophie conheceu o pai. Isso pode parecer uma ideia um tanto frustrante - já que algo legal da série anterior era justamente ir colhendo as pistas e descobrir aos poucos quem era a mãe -, mas eu prometo que não e isso se prova logo nos primeiros episódios. Se o primeiro não te pegar - como não me pegou -, eu garanto que insistir vai recompensar.

Em um papo exclusivo com CineBuzz, os criadores de "How I Met Your Father", Isaac Aptaker e Elizabeth Berger, nos contaram como surgiu a ideia de dar uma nova chance a "How I Met Your Mother", o futuro da série e as diversas surpresas que ainda podemos esperar da produção, que já foi renovada para uma segunda temporada. Confira a seguir:

 

Qual foi a motivação para trazer uma série tão amada quanto "How I Met Your Mother", mas em um novo momento? O que vocês queriam mostrar dessa vez que não foi mostrado na série anterior?

Isaac Aptaker: "How I Met Your Mother" saiu do ar há oito anos e tanta coisa mudou sobre  o que significa ser solteiro e se apaixonar agora. Quando a série acabou, [o aplicativo de relacionamentos] Tinder havia acabado de ser lançado e agora esses aplicativos ditam muito como nós nos apaixonamos, então nós estávamos muito empolgados com a ideia de pegar essa incrível narrativa de uma pessoa olhando para os tempos em que era solteira e como encontrou a pessoa certa e trazer para 2022, explorando como é se apaixonar atualmente.

 

Como foi o processo de criação dos personagens de "How I Met Your Father"? Eles são tão diferentes e tão diversificados se compararmos com os personagens da série original.

Elizabeth Berger: Foi muito importante para nós capturarmos o que nós sentíamos pareceria um grupo de amigos em Nova York, em 2022, e nós genuinamente acreditamos que tende a ser um grupo diversificado. Então foi muito excitante encontrar esse grupo diversificado, mas que você ainda acredita que eles eram amigos. Foi orgânico, pareceu natural, eles pareciam um grupo de amigos que lembra as pessoas de seus próprios amigos quando elas assistem. Foi muito adorável encontrar as pessoas que melhor se encaixavam nesses papéis.

 

Vocês decidiram fazer algo diferente sobre a revelação de quem é o pai na série, que foi apresentando o caminho logo no primeiro episódio, mas deixando aberta a possibilidade de Sophie ter conhecido outras pessoas poderia ter conhecido aquela noite. Como chegaram a essa decisão?

Isaac Aptaker: Nós pensamos que, ao mesmo tempo em que essa é uma história de amor, ela também é uma jornada de crescimento para Sophie e muito disso é sobre ela descobrir qual papel cada um desses rapazes [os possíveis pais] exercem em sua vida. Eles serão o melhor dela? Eles serão alguém que ela namorará por um tempo, aprende algo disso e segue em frente? Então, a ideia de que ela conhece essa coleção incrível e diversificada de homens nessa noite mágica e precisa decidir onde eles pertencem em sua vida, além de se transformar na mulher que ela quer ser antes de se envolver com qualquer cara. Isso foi muito ainstigante para nós.

 

Podemos esperar que novas pessoas apareçam no futuro como possíveis candidatos a "pai"?

Elizabeth Berger: Possivelmente. Nós queríamos escolher a nossa linguagem [narrativa] claramente e, no primeiro episódio, ela diz ao filho dela que aquela é a noite em que conheceu o pai dele, obviamente, isso significa que, talvez, há partes da noite que não vimos ainda. Com isso em mente, esse é um lugar que nós achamos que não devemos ir com tanta frequência, porque as pessoas ficariam frustrada. Nós não queremos que, toda semana, a Sophie apareça com um cara que conheceu e não contou ao filho. Nós devemos usar isso como uma opção, mas não tanto que fará com que as pessoas revirem os olhos ao assistir à série.

 

Além da história de Sophie, nós podemos acompanhar as histórias dos amigos dela. Vocês estavam planejando não focar apenas nela e contar as histórias de todo o grupo?

Isaac Aptaker: Sim, com certeza. Nós somos tão sortudos com esse elenco: eles são tão estranhos, perfeitos e diferentes. Sophie é aquela contando a história, no final é a história de amor dela, mas tem tanta relação com esses amigos, que ela passa tanto tempo junto. Nós estamos tão empolgados que faremos uma segunda temporada - já são vinte episódios! - e estamos empolgados para ter uma chance de explorar o resto dos nossos personagens ainda mais, entrando nos passados deles, conhecendo os pais deles e descobrindo o que faz deles quem são. Então, sim, é algo sobre esse grupo todo.

 


+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!