CineBuzz

Discurso de Emma Watson no BAFTA 2022 teria sido indireta a J.K. Rowling

Fala da atriz repercutiu na internet como uma alfinetada à autora

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 15/03/2022, às 10h02

Discurso de Emma Watson no BAFTA teria sido indireta a J.K. Rowling - Divulgação/Getty Images: Tristan Fewings
Discurso de Emma Watson no BAFTA teria sido indireta a J.K. Rowling - Divulgação/Getty Images: Tristan Fewings

O discurso da atriz e ativista Emma Watson, conhecida por interpretar a personagem Hermione Granger na saga Harry Potter, no BAFTA Awards 2022, no último domingo (13), foi apontado por internautas como uma possível alfinetada à autora J.K. Rowling.

Durante a cerimônia, Watson foi chamada ao palco para apresentar o prêmio de Melhor Filme Britânico pela australiana Rebel Wilson, que trouxe o assunto J. K. Rowling à tona após mencionar sua própria perda de peso.

"Fiz uma grande transformação. Espero que a J. K. Rowling aprove”, comentou. “Para apresentar o próximo prêmio, Emma Watson. Ela diz que é uma feminista, mas todos nós sabemos que é uma bruxa”, continuou a artista australiana. 

Ao responder à convocação de Wilson, Watson afirmou: “Estou aqui por todas as bruxas, exceto uma”, causando polêmica entre os fãs de Harry Potter, que começaram a questionar se a fala teria sido uma indireta à autora. Confira o momento:

POLÊMICA DE J.K ROWLING

A autora da saga "Harry Potter" foi acusada de transfobia por defender Maya Forstater, uma mulher demitida após publicar, no Twitter, que "homens não podem se transformar em mulheres".

Em seu próprio Twitter, Rowling escreveu: "Vista-se como quiser, chame-se do que gostar, durma com qualquer adulto que consinta e queira você. Viva sua melhor vida em paz e segurança. Mas forçar mulheres a deixarem seus trabalhos por afirmarem que sexo é real?", acompanhadas das hashtags #IStandWithMaya (Eu apoio a Maya) e #ThisIsNotaDrill (Isso não é uma brincadeira).

Em um outro caso, a escritora se manifestou sobre o site "Criando um mundo pós-Covid-19 mais igualitário para pessoas que menstruam". "Pessoas que menstruam. Tenho certeza de que costumava haver uma palavra paa essas pessoas", escreveu ela, seguindo com palavras que se assemelham à pronuncia de "mulheres".

Após tal comentário, J.K foi muito criticada pelos internautas e não demorou muito para que escrevesse outro comentário preconceituoso. "Se o sexo não for real, não há atração pelo mesmo sexo. Se o sexo não for real, a realidade vivida pelas mulheres em todo o mundo é apagada. Eu conheço e amo pessoas trans, mas apagar o conceito de sexo remove a capacidade de muitos de discutir suas vidas de forma significativa. Não é ódio falar a verdade".

Na época. muitas celebridades se posicionaram publicamente sobre os comentários de Rowling e demonstraram repúdio ao que havia dito nas redes sociais. Dentre os nomes, além de Rupert, estão Daniel RadcliffeEmma WatsonEddie Redmayne e Evanna Lynch, todos protagonistas de live-actions inspirados nos livros da autora.