CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz

Indicação de Andrea Riseborough ao Oscar 2023 é histórica; entenda o porquê

Atriz foi indicada pelo drama "To Leslie" em feito surpreendente

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 24/01/2023, às 14h15

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Indicação de Andrea ao Oscar 2023 é histórica; entenda o porquê - Divulgação/Momentum Pictures
Indicação de Andrea ao Oscar 2023 é histórica; entenda o porquê - Divulgação/Momentum Pictures

Todo ano, a temporada de premiações é um dos momentos mais aguardados pelos cinéfilos. E o que se inicia com as premiações da crítica, se encerra no Oscar, considerada por muitos como uma das cerimônias de maior prestígio da indústria cinematográfica.

Por isso, campanhas de marketing promovidas pelos estúdios são essenciais para que alguns filmes e atores apareçam na lista final dos indicados ao Oscar. Com o anúncio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas feito nesta terça-feira (24), muitos se surpreenderam quando o nome de Andrea Riseborough foi citado na categoria de Melhor Atriz.

Ela foi nomeada pelo drama independente "To Leslie", no qual interpreta uma mãe solteira alcoólatra do oeste do Texas em busca de redenção após desperdiçar seu prêmio na loteria em seu vício. Mas por que sua indicação é tão histórica?

Como dito, o dinheiro investido pelos estúdios nas campanhas de certos filmes e nomes são fator determinante para que estes sejam cotados pelos votantes da Academia. Engana-se quem pensa que a maioria das pessoas da Academia - e estamos falando de mais de 8 mil nomes - se apegam ao fator qualidade na hora de votar, a política e o marketing falam muito alto nessa equação.

E Andrea Riseborough não contou com campanha do estúdio para que seu nome aparecesse entre os cotados a uma vaga na categoria de Melhor Atriz. Ela sequer foi indicada ao SAG, Sindicato dos Atores, ou ao BAFTA, maior premiação britânica, seu país de origem.

Riseborough e sua equipe, chefiada pela CAA (Creative Artists Agency), passaram a levar a sério uma campanha de última hora em dezembro, quando a atriz recebeu uma indicação ao Film Independent Spirit Award de Melhor Atriz. Vale lembrar que a Academia começou a votar nos indicados ao Oscar em 12 de janeiro, ou seja, o tempo era apertado.

Ainda assim, era difícil acreditar que um filme que arrecadou apenas US$ 27 mil dólares - algo em torno de R$ 139 mil reais na cotação atual - em um pequeno lançamento em outubro do ano passado, conseguisse algo tão grandioso, ainda mais sem grandes quantias para investir em campanhas e anúncios a nível de Cate Blanchett, Viola Davis e Michelle Williams.

Sendo assim, sua nomeação ao Oscar é surpreendente e sem precedentes, e podemos garantir que muito disso vem graças a atrizes consagradas que se uniram em prol de Andrea Riseborough após assisti-la em "To Leslie".

Celebridades como Gwyneth Paltrow, Kate Winslet, Amy Adams, Cate Blanchett, Courteney Cox, Demi Moore, Mia Farrow, Joe Mantegna, Mira Sorvino, Charlize Theron, Sarah Paulson, Edward Norton, Jennifer Aniston e Jane Fonda são alguns dos nomes que passaram a fazer campanha para Riseborough.

Além deles, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama revisou sua lista de melhores filmes de 2022 para incluir "To Leslie", justamente devido à atuação de Riseborough. A sutil campanha das redes já surtia efeito.

Durante uma sessão de perguntas e respostas mediada por Kate Winslet, a atriz de "Titanic" classificou a performance de Riseborough no filme de Michael Morris como “uma das maiores atuações que já vi em minha vida”. 

Gwyneth Paltrow fez um post em seu Instagram enaltecendo "To Leslie", classificando o filme como uma “obra-prima” e disse ter ficado “atordoada” por Riseborough, que ela disse merecer “ganhar todos os prêmios que existem e todos os que ainda não foram inventados”.

Cate Blanchett foi mais uma a endossar o coro a favor de Riseborough. Enquanto discursava sobre sua vitória no Critics Choice Award por “TÁR”, Blanchett destacou a atuação de Riseborough como "uma das melhores atuações negligenciadas deste ano".

Apesar das dificuldades enfrentadas pelo caminho, o resultado já é de nossa sabedoria: Andrea Riseborough conseguiu uma indicação ao Oscar 2023 na categoria de Melhor Atriz, abrindo um precedente: será que atores e atrizes conseguirão repetir o feito em premiações futuras? Resta saber como será a campanha do estúdio - e dos próprios atores - a partir de agora.

O início da votação para definir os vencedores do Oscar se dá no dia 2 de março e vai até o dia 7 de março. Até lá, Riseborough deverá aparecer em diversos eventos, como o tradicional almoço dos indicados ao Oscar 2023, que acontecerá no dia 13 de fevereiro. Com o nome garantido entre as 5 indicadas, agora a campanha começa pra valer.


Para qual lançamento de 2023 você está mais ansioso? Vote em seu filme favorito!

  • "Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania" (16 de fevereiro)
  • "A Baleia" (23 de fevereiro)
  • "Pânico VI" (9 de março)
  • "Shazam! Fúria dos Deuses" (16 de março)
  • "John Wick 4: Baba Yaga" (23 de março)
  • "Super Mario Bros. O Filme" (30 de março)
  • "Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes" (13 de abril)
  • "Guardiões da Galáxia: Volume 3" (4 de maio)
  • "Velozes & Furiosos 10" (18 de maio)
  • "A Pequena Sereia" (25 de maio)
  • "Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" (1º de junho)
  • "The Flash" (16 de junho)
  • "Indiana Jones e o Chamado do Destino" (29 de junho)
  • "Missão Impossível: Acerto de Contas - Parte 1" (13 de julho)
  • "Barbie" (20 de julho)
  • "Oppenheimer" (20 de julho)
  • "Besouro Azul" (17 de agosto)
  • "As Marvels" (27 de julho)
  • "Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes" (16 de novembro)
  • "Aquaman e o Reino Perdido" (21 de dezembro)

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!