CineBuzz
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Cinema / CASO DEPP X AMBER

Amber Heard pode ir à falência após perder processo para Johnny Depp?

Atriz perdeu a batalha judicial contra o ex-marido e deverá pagar a ele US$ 15 milhões

Thamyris Couto| @thamy_couto Publicado em 02/06/2022, às 10h07 - Atualizado às 10h30

Amber Heard pode ir à falência após perder processo para Johnny Depp? - Divulgação/Getty Images: Photo by Stuart C. Wilson
Amber Heard pode ir à falência após perder processo para Johnny Depp? - Divulgação/Getty Images: Photo by Stuart C. Wilson

Depois de uma briga judicial que movimentou muitos espectadores ao redor do mundo, o acompanhando em suas transmissões ao vivo, na tarde da última quarta-feira (1), o júri do estado de Virgínia, Estados Unidos, decidiu a favor de Johnny Depp, declarando Amber Heard culpada pela difamação do ex-marido, tendo que pagar a ele 15 milhões de dólares.

Entretanto, de acordo com as estimativas do Fox Business, o patrimônio da atriz de "Aquaman" é de apenas US$ 8 milhões, um pouco inferior ao que terá que pagar para Deppapós sua vitória no caso. Sendo assim, ainda não sabe como Heard conseguirá arcar com o valor ou se fará um acordo com Johhny.

Em contrapartida, o site Celebrity Net Worth afirma que a poupança da atriz é ainda mais inferior de oito milhões de dólares, e muito mais que a multa destinada após o veredito. Estima-se cerca de apenas US$ 2,5 milhões. Caso estes dados sejam corretos, Amber Heardcorria o risco de ir à falência depois de perder o processo judicial contra Johnny Depp.

Na tentativa de esclarecer tal questão, o advogado Mark Breyer, que repercutiu o assunto nas redes sociais, afirmou que o risco é baixo ao explicar que "devedores não são presos". "Depp pode ir atrás de todo o dinheiro dela, e ela poderia pedir falência, mas muitas coisas da atriz podem ser protegidas no processo", acrescentou.

"Mas acho que Johnny Depp, por causa do impacto do caso e de como as pessoas veem sua carreira, provavelmente ficará bem mesmo que Amber não possa pagá-lo", concluiu o advogado.

ENTENDA O CASO

Após sete semanas de depoimentos e deliberações de quase quatro dias, o corpo do júri, formado por sete pessoas, cuja identidade deve ser preservada por um ano, anunciou nesta terça-feira (1º) o veredito do caso envolvendo os atores e ex-casal Johnny Depp e Amber Heard. O processo basicamente se resumiu em declarações de Heard sobre ter sido vítima de violência doméstica, e Depp por difamação.

O astro de "Piratas do Caribe" pedia US$ 50 milhões por danos, devido a um artigo de Amber Heard sobre violência doméstica publicado no "Washington Post" em 2018, afirmando que teria sido difamado pela ex-esposa. 

Já a atriz de "Aquaman" pedia o dobro (US$ 100 milhões) por declarações de um ex-advogado de Depp chamando seu relato de "farsa". Cada um dos atores declarava ter sido abusado durante o período em que estiveram juntos.

Johnny Depp não estava presente no tribunal e assistiu à decisão por vídeo, da Inglaterra, onde se encontra para fazer um show com Jeff BeckAmber Heard presenciou a decisão no tribunal.

O julgamento por difamação foi transmitido ao vivo pela internet entre 11 de abril e o último dia 27, o que gerou grande repercussão pela relação conturbada vivida pelos dois enquanto formavam um casal. Nas redes sociais, as hashtags "#JusticeForJohnnyDepp" ("Justiça para Johnny Depp") e "#JusticeForAmberHeard" ("Justiça para Amber Heard") estiveram entre os assuntos mais comentados durante todo o período.


+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!