CineBuzz
Cinema / EITA!

Angelina Jolie afirma ter brigado com Brad Pitt por ele ter aceitado papel em "Bastardos Inglórios"

Motivo seria o envolvimento do ator em uma produção de Harvey Weinstein, de quem Jolie sofreu uma experiência de assédio

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 06/09/2021, às 11h52

Angelina Jolie afirma ter brigado com Brad Pitt por ele ter aceitado papel em "Bastardos Inglórios" - Marvel Studios / Universal Pictures
Angelina Jolie afirma ter brigado com Brad Pitt por ele ter aceitado papel em "Bastardos Inglórios" - Marvel Studios / Universal Pictures

A atriz Angelina Jolie, estrela de "Eternos", da Marvel, revelou em uma entrevista ao The Guardian, que brigou com o parceiro Brad Pitt por ele ter aceitado papéis em produções de Harvey Weinstein, de quem ela sofrera experiências de assédio.

Angelina disse que a primeira briga foi em 2009, quando Brad aceitou o papel em "Bastardos Inglórios", de Quentin Tarantino, filme co-produzido por Harvey Weinstein. Ela também disse que, em 2012, ficou chateada com Brad quando ele abordou Weinstein para servir como produtor em "O Homem da Máfia": “Nós brigamos por isso. Claro que dói”, disse ela, acrescentando que evitou participar de eventos promocionais do filme.

No início da carreira, Angelina Jolie teve um encontro traumático com o ex-produtor de Hollywood que está preso, desde o ano passado, condenado a 23 anos de prisão por estupro e agressão sexual. Questionada sobre a primeira vez em que se sentiu desrespeitada na indústria, Angelina afirmou: “Bem... não é surpresa, Harvey Weinstein. Trabalhei com ele quando era jovem.

Angelina tinha apenas 21 anos quando atuou na comédia romântica "Corações Apaixonados", de 1998, na qual Weinstein foi produtor executivo. Ela disse que conseguiu escapar do produtor, mas que as mulheres costumam minimizar seus ataques se conseguem escapar: “Se você sair da sala, você acha que ele tentou, mas não conseguiu, certo? A verdade é que a tentativa e a experiência da tentativa é uma agressão”, declarou.

Quanto ao que aconteceu na sala, Angelina disse: "Eu realmente não quero abrir o livro de histórias com Harvey", acrescentando que foi um abuso de direitos. "Foi. Foi algo do qual eu precisei escapar. Fiquei distante dele e avisei às pessoas sobre ele. Lembro-me de dizer a Jonny [Lee Miller], meu primeiro marido, para ele espalhar para outros caras - 'não deixe as meninas ficarem sozinhas com ele'.”

Angelina também afirmou ter recusado um papel importante em "O Aviador", cinebiografia de Howard Hughes, dirigida por Martin Scorsese, produzida pela Miramax, na qual Weinstein atuou como produtor executivo: “Fui convidada para fazer 'O Aviador', mas disse que não porque ele estava envolvido. Nunca mais me associei ou trabalhei com ele. Foi difícil para mim quando Brad o fez.