CineBuzz
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Cinema / EITA!

Catar, sede da próxima Copa do Mundo, e mais 13 países censuram "Lightyear" por beijo lésbico

No Brasil, "Lightyear" chega às salas de cinema nesta quinta-feira, dia 16 de junho

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 16/06/2022, às 16h44 - Atualizado às 17h00

Beijo entre mulheres faz 14 países proibirem "Lightyear", entre eles, o Catar, sede da próxima Copa do Mundo - Divulgação/Disney/Pixar
Beijo entre mulheres faz 14 países proibirem "Lightyear", entre eles, o Catar, sede da próxima Copa do Mundo - Divulgação/Disney/Pixar

A nova animação da Disney/Pixar, "Lightyear", foi banida em ao menos 14 países que criminalizam relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo. A proibição acontece pelo fato do momento específico em que Alisha Hawthorne (dublada por Uzo Aduba) e sua parceira se beijam.

O Catar, sede da próxima Copa do Mundo, é uma das nações que proibiram a exibição do filme infantil. A censura no país é um alerta para os jornalistas que vão cobrir a competição no final do ano e para torcedores que vão assistir aos jogos. O governo já sinalizou, por exemplo, que bandeiras arco-íris serão vetadas entre torcedores.

Além do Catar, o filme foi banido também na Arábia Saudita, Egito, Indonésia, Malásia, Líbano, Bahrein, Kuwait, Omã e Emirados Árabes, entre outros países. À agência Reuters, a Pixar adiantou que o filme também não deve ser exibido na China. 

Na Arábia Saudita, o estúdio nem mediu esforços para censurar algo, uma vez que não seria aceito pelos responsáveis sem os cortes desejados. Já nos Emirados, "Lightyear" foi originalmente liberado para exibição, mas o governo voltou atrás na decisão após protestos de grupos religiosos nas redes sociais.

Esta não é a primeira vez que um filme é banido destes países, especialmente da Arábia Saudita, que já vetou dois grandes da Marvel: "Doutor Estranho no Multiverso Da Loucura", por trazer uma cena com as mães de América Chavez, ou seja, um casal homoafetivo; e "Eternos", por abordar o primeiro casal gay formado por Phastos e seu companheiro.

A presença de Alisha na trama de "Lightyear" é vital, já que é a razão pela qual Buzz (Chris Evans) decide partir em uma missão perigosa através do espaço. Para quem acompanhou os casos, anteriormente a Disney havia pedido para animadores da Pixar cortarem o beijo lésbico do filme. No entanto, após o lançamento de uma carta aberta da equipe do estúdio protestando contra a demanda, ela foi retirada e a cena ficou na versão final. Saiba mais clicando aqui.

Além de Aduba e Evans, o time de dubladores originais ainda conta com Peter Sohn como SoxKeke Palmer, como Izzy HawthorneTaika Waititi, como Mo MorrisonDale Soules, como Darby Steel; e James Brolin, o Thanos dos últimos filmes dos Vingadores, como Zurg. Já no Brasil, Marcos Mion empresta a voz ao BuzzAdriana Pissardini, César MarchettiFlora PaulitaHenrique Reis e Lucinha completam o elenco nacional.

"Lightyear" chega aos cinemas nacionais nesta quinta-feira, dia 16 de junho.


+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!