CineBuzz
Cinema / Novidades

"Casa Gucci": Livro que inspirou o longa com Lady Gaga será relançado no Brasil

Elenco também conta com Adam Driver, Jared Leto, Al Pacino e mais

Thamyris Couto| @thamy_couto Publicado em 16/11/2021, às 12h27 - Atualizado às 12h51

"Casa Gucci": Livro que inspirou o longa com Lady Gaga será relançado no Brasil - Divulgação/Universal Pictures
"Casa Gucci": Livro que inspirou o longa com Lady Gaga será relançado no Brasil - Divulgação/Universal Pictures

Antes de "Casa Gucci" virar um filme, a história da família que revolucionou o universo da moda foi contada em um livro de mesmo nome escrito por Sara Gay Forden, responsável pela autoria de outros livros sobre os Gucci. Então, para celebrar a estreia do longa, que já está batendo na porta dos cinemas, a obra também será relançada no mesmo mês pela Editora Cultrix.

O título conta com um upgrade ao comparar com o lançamento de 2008, e terá sua edição atualizada, além de uma nova capa, novo projeto gráfico e novo posfácio (que atualiza os acontecimentos posteriores à primeira edição no Brasil. O livro irá revelar os bastidores da morte de Maurizio Gucci, herdeiro da fabulosa marca italiana e vivido por Adam Driver ("Annette") nas telonas.

"Na manhã de 27 de março de 1995, Maurizio levou quatro tiros de um desconhecido. Dois anos depois, Filippo Ninni, o chefe de polícia entrou no suntuoso Palazzo da ex-mulher do herdeiro, Patrizia Reggiani Martinelli (Lady Gaga), e a prendeu pelo assassinato. Carregado de detalhes e com estrutura que lembra um bom roteiro de filme de suspense, o livro desvenda os motivos do crime e revela um drama familiar, de perder o fôlego", revela a descrição.

A autora teve que seguir um novo rumo para sua próxima história baseada em fatos reais, mergulhando em pesquisas profundas e entrevistando mais de cem pessoas, dentre elas: familiares e funcionários da dinastia italiana. “Muitas pessoas dividiram comigo suas experiências nas empresas e na família Gucci. Isso tem grande valor para mim, porque essa ligação com os Gucci inevitavelmente provoca emoções profundas e impressões duradouras. Até hoje, a grife Gucci e a família que a fundou continuam a inspirar, surpreender”, contou Sara.

No posfácio, a autora conta sobre os acontecimentos pós 2008, quando o livro foi publicado pela primeira vez, atualizando o dia a dia da família Gucci, bem como a trajetória de seu império. Ela revela, por exemplo, que, após sua libertação, Patrizia mudou-se com a mãe para a Via San Barnaba, no centro de Milão – a alguns passos do tribunal onde havia sido julgada e sentenciada por ter encomendado o assassinato de Maurizio. Ela declarou oficialmente que não tinha condições de se manter e ganhou uma pensão do governo de 300 a 400 euros por mês. Patricia também apelidou San Vittore de “Victor Residence” e falou bem do tempo que passou ali.

"Casa Gucci", de Ridley Scott (“Alien: O Oitavo Passageiro”), chega aos cinemas no próximo dia 25 de novembro.