CineBuzz
Cinema / NOVIDADE

Cinemateca reabrirá com mostra dedicada ao ator e diretor José Mojica Marins, o Zé do Caixão

A Praga, restaurado e finalizado por Eugenio Puppo, será exibido na sexta-feira, dia 13 de maio

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 05/05/2022, às 14h01

Cinemateca reabrirá com mostra dedicada ao ator e diretor José Mojica Marins, o Zé do Caixão - Divulgação/Carolina Moraes
Cinemateca reabrirá com mostra dedicada ao ator e diretor José Mojica Marins, o Zé do Caixão - Divulgação/Carolina Moraes

Após um longo período de interrupção, a Cinemateca Brasileira, instituição responsável pela preservação e difusão do maior acervo audiovisual do país, reabrirá suas portas para o público nos dias nos dias 13, 14 e 15 de maio.

No primeiro dia do evento, serão exibidos o média-metragem "A Praga" (1980), restaurado, editado e finalizado pelo produtor Eugenio Puppo, que descobriu as latas do filme perdidas no escritório do cineasta, em 2007, e também o curta-metragem "A Última Praga de Mojica" (2021), dirigido por Cédric Fanti, Eugenio Puppo, Matheus Sundfeld e Pedro Junqueira, que narra esse processo.

"A Praga" foi quase todo filmado em super-8, em 1980, mas permaneceu inacabado por mais de 20 anos por falta de recursos. Puppo juntou os originais, filmou cenas adicionais, incluindo o retorno de Mojica como Zé do Caixão apresentando a história, dublou as falas através de leitura labial, inseriu efeitos visuais, editou e supervisionou o processo de pós-produção.

Após a morte de Mojica, em fevereiro de 2020, Puppo finalizou o média-metragem que foi apresentado pela primeira vez em outubro do ano passado, no Festival de Cinema de Sitges, na Espanha, considerado um dos maiores eventos de horror do mundo.

O filme conta a história de Juvenal que, durante um passeio com sua esposa Marina, tira fotos de uma estranha senhora que revela ser uma bruxa e o amaldiçoa.

  • Mostra O CINEMA SEM MEDO DE MOJICA

O fim de semana segue com filmes pouco exibidos do mestre do terror brasileiro: "A Encarnação do Demônio", que fecha saga da personagem Zé do Caixão; "Trilogia de Terror", filme em episódios que codirigiu com Ozualdo Candeias e Luís Sérgio Person; "O Despertar da Besta", com seu terror psicodélico e olhar cínico sobre jogos de poder; e "Exorcismo Negro", um pesadelo metalinguístico em que criador enfrenta sua criatura.

No sábado, 14 de maio, às 16h, a vida e obra do cineasta serão discutidas em uma mesa com o biógrafo de Mojica, André Barcinski, e com dois dos realizadores de "A Encarnação do Demônio", o cineasta, produtor e editor Paulo Sacramento e o roteirista e diretor Dennison Ramalho.

Confira a programação:

  • Dia 13 de maio, sexta-feira, na área externa (500 lugares)
  • 19h: Abertura
  • 20h: "A Última Praga de Mojica" (17 min) e "A Praga" (52 min)
  • Dia 14 de maio, sábado, na Sala Grande Otelo (210 lugares + 04 assentos para cadeirantes)
  • 16h: Mesa com André Barcinski, Dennison Ramalho e Paulo Sacramento
  • 18h: "Encarnação do Demônio" (94 min)
  • 20h: "Trilogia de Terror" (101 min)
  • Dia 15 de maio, domingo, na Sala Grande Otelo (210 lugares + 04 assentos para cadeirantes)
  • 18h: "O Despertar da Besta" ("Ritual dos Sádicos") (92min)
  • 20h: "Exorcismo Negro" (100 min)

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!