CineBuzz
Cinema / Ranking

“Homecoming” e "Miss Americana" são eleitos os melhores documentários musicais de todos os tempos

“Na Cama com Madonna” e “The World’s A Little Blurry” também estão no ranking da NME

Redação Publicado em 29/09/2021, às 11h54

Os documentários de Beyoncé e Taylor Swift estão disponíveis na Netflix - (Divulgação/Netflix)
Os documentários de Beyoncé e Taylor Swift estão disponíveis na Netflix - (Divulgação/Netflix)

O site NME divulgou uma lista com os 50 melhores documentários musicais de todos os tempos. O ranking foi organizado por ordem alfabética e classificou produções como “Homecoming”, “Miss Americana”, “Na Cama com Madonna” e “The World’s A Little Blurry” como um “conteúdo obrigatório” para os amantes de música consumirem para compreender melhor as história de artistas mais importantes da indústria musical.

Segundo o jornalista Mark Beaumont, o registro dos bastidores da performance de Beyoncé no Coachella em 2018 é um “casa com o espetáculo de forma plena, de arregalar os olhos e fluir com vinhetas incisivas, íntimas e politicamente carregadas dos bastidores”. Já “Billie Eilish: The World’s A Little Blurry” foi elogiado por capturar “tanto da autenticidade não fabricada e caseira de Billie quanto o borrão do mundo pop girando ao seu redor”.

O documentário de Taylor Swift, dirigido por Lara Wilson, ganhou uma boa classificação devido às discussões francas da artista sobre sua dismorfia corporal, as pressões que sofre com mídia e toxicidade da internet. O histórico “Na Cama com Madonna”, que acompanhou os bastidores da turnê Blonde Ambition, traça o perfil de uma workaholic poderoso conquistando o mundo dos homens e realizando algumas das performances mais memoráveis do pop, que de acordo com o site norte-americano, “marcou o nascimento do reality show de celebridades”.

A lista também inclui "Amy" (2015), “Biggie & Tupac” (2002), “Bob Dylan: Don’t Look Back” (1967), "Gaga: Five Foot Two" (2017), “Kurt Cobain: Montage Of Heck” (2015), “TINA” (2021), “Whitney” (2018), “Dave Chapelle’s Block Party” (2005), “Woodstock” (1970) como produções indispensáveis.