CineBuzz
Cinema / Entrevista

Joel Edgerton acredita que teria sido melhor lançar Boy Erased em um serviço de streaming

Ator e diretor recusou propostas e decidiu lançar a produção nos cinemas

Redação Publicado em 03/10/2019, às 13h36 - Atualizado às 13h46

Boy Erased - Reprodução/Instagram
Boy Erased - Reprodução/Instagram

Em época de divulgação de The King, produção onde Joel Edgerton é um dos protagonistas, o ator relembrou o lançamento de seu último filme - onde ele foi o diretor, Boy Erased: Uma Verdade Anulada.

A produção, que conta a história de um rapaz gay que vive em uma cidade pequena do Arkansas e é filho de um pastor de igreja, teve uma boa repercussão nos festivais de cinema do ano passado, mas arrecadou pelas US$ 11.8 milhões de bilheteria e não conseguiu força nas prêmiações do cinema. 

Inclusive, no Brasil o filme foi proibido de ser exibido e somente depois de uma polêmica ganhou uma data de lançamento. 

++Star Wars: Produtores confirmam primeiro casal gay em série da franquia

Antes do lançamento do filme, Edgerton afirmou que enfrentou uma "situação de streaming".

"Tivemos um debate realmente interessante sobre qual caminho seguir. A Focus tinha esse histórico incrível com filmes filmes LGBTQ, como 'Brokeback' e 'Milk', então eu senti que estávamos nas mãos certas. Queríamos criar um cenário cara a cara, em que teríamos tempo para enfrentar o público, fazer perguntas, gerar discussões. Para mim, parecia que era o caminho certo", disse ele em entrevista para o Indiewire.

No entanto, Edgerton revelou que sua experiência com a Netflix o levou a perceber as oportunidades perdidas com Boy Erased, visto que, quando o filme estreia na plataforma, qualquer pessoa pode assistir, em qualquer lugar. Além disso, com o filme apenas no cinema, alguns grupos sociais não teriam acesso à história por falta de dinheiro para comprar um ingresso, por exemplo.

++Dia Nacional da Visibilidade Lésbica: relembre 10 casais de séries que estão na Netflix

"Foi então que eu percebi que era uma razão boa o suficiente para colocar o filme o mais rápido possível na Netflix. Especialmente Boy Erased. O orgulho que todos sentiram com esse filme sobre a habilidade de ajudar a iniciar conversar entre as famílias... Isso muda pontos de vista".