CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Cinema / NOVIDADE

Johnny Massaro reflete sobre ditadura após viver militante no cinema: "Famílias destruídas"

Em entrevista ao CineBuzz, Johnny Massaro falou sobre composição de personagem para o filme "O Pastor e o Guerrilheiro"

Surenã Dias Publicado em 13/04/2023, às 10h15

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Johnny Massaro fez preparação intensa para estrelar "O Pastor e o Guerrilheiro" - Divulgação/Lipe Duq
Johnny Massaro fez preparação intensa para estrelar "O Pastor e o Guerrilheiro" - Divulgação/Lipe Duq

Destaque no filme "O Pastor e o Guerrilheiro", no qual interpreta um militante contra a ditadura militar, o ator Johnny Massaro afirmou que se aprofundar no regime impactou significativamente seu trabalho. Segundo o artista, o doloroso período deixou marcas assombrosas para muitas famílias.

Em entrevista exclusiva ao CineBuzz, o artista revelou detalhes dos bastidores da produção, que chega aos cinemas nesta quinta-feira (13). Ele apontou que a parceria com Cesar Mello, que faz um pastor evangélico, foi muito importante para o filme mostrar cenas viscerais. 

"Tive grandes parceiros de cenas, começando pelo Cesar Mello, que é um ator imenso, super generoso. A Ana Hartmann também, que foram as pessoas que mais tive troca em cena. Com certeza, sem eles, não teria esse trabalho", disse.

Em "O Pastor e o Guerrilheiro", Johnny interpreta o estudante Miguel Souza, que decide largar os estudos durante a ditadura militar e se tornar um guerrilheiro. No entanto, enquanto treina escondido na floresta, o jovem acaba sendo capturado pela polícia e sofrendo duras sessões de tortura.

"Tinha respeito muito natural pelo fato de saber que aquilo, de fato, tinha acontecido e que vidas tinham sido perdidas. Vidas, ideias, famílias que foram destruídas pela ditadura militar, muitas que até hoje em dia não sabem nem o destino desses corpos. Isso sempre estava ali circundando um pouco o meu desejo, esse respeito", declarou.

Ele ainda refletiu sobre o período histórico brasileiro e afirmou que o filme pode promover mudanças sociais. "Conhecer nossa história é parte fundamental do processo de transformação do país que a gente quer viver", declarou. 

"Consciência é ponto de partida para transformação. Então, se a gente não tem consciência da nossa história, a gente não consegue transformar nada e acho que todo mundo deseja que o nosso país seja um país imenso como ele se propõe a ser", disse.

Perrengues na gravação do filme

O artista também falou sobre a preparação para interpretar Miguel. Segundo o global, o processo foi intenso e envolveu a necessidade de perder mais de seis quilos, dormir na mata e passar por jejuns de mais de 16 horas.

"A gente dormiu uma noite lá na cabana [sede dos guerrilheiros], que foi construída para o filme por um cara que morava lá na região de Araguatins, no Araguaia. Esse cara construiu essa casa e a gente dormiu lá, eu e a Ana Hartmann, junto com ele. Foi super intenso, porque foi dentro da floresta. Passar a noite mexendo com fogo, sem luz, sem recursos que a cidade prover para a gente. Foi muito bom acordar com os sons da mata", comentou.

Além de Johnny Massaro, "O Pastor e o Guerrilheiro" também conta com participação de nomes como Julia Dalavia, César Mello, Ana Hartmann e Cássia Kis. A direção fica a cargo de José Eduardo Belmonte e a produção por Nilson Rodrigues.


Qual foi o melhor filme de 2023 até agora? Vote no seu favorito!

  • "M3GAN"
  • "Batem à Porta"
  • "Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania"
  • "Pearl"
  • "Creed III"
  • "Pânico 6"
  • "Shazam! Fúria dos Deuses"
  • "John Wick 4: Baba Yaga"
  • "Super Mario Bros. O Filme"
  • "Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes"

Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!