CineBuzz
Cinema / MARVEL

Sabia que acordo entre Marvel e Sony dizia que o Homem-Aranha só podia ser "branco e heterossexual"?

E-mail vazado da Sony Pictures revela regra envolvendo a imagem do herói

Camila Gomes | @camilagms Publicado em 16/12/2021, às 12h04

Tom Holland, Tobey Maguire e Andrew Garfield como Peter Parker - (Divulgação/Sony Pictures)
Tom Holland, Tobey Maguire e Andrew Garfield como Peter Parker - (Divulgação/Sony Pictures)

Peter Parker já foi vivido por Tobey Maguire, Andrew Garfield e Tom Holland nos cinemas, e além de se encaixarem bem no papel do Homem-Aranha, eles também cumpriram um requisito crucial para os estúdios: os três são atores brancos.

Segundo informações publicadas pela Variety, quando a Sony Pictures e a Marvel Studios firmaram um acordo envolvendo os direitos de imagem do Homem-Aranha para futuros filmes da franquia do herói, incluÍram uma cláusula no documento que exigia que o herói fosse "branco e heterossexual".

A “regra” estava presente em um e-mail encontrado num computador da Sony, que foi vazado pelo WikiLeaks. Além disso, o contrato também reforça as características e comportamentos "obrigatórios" que o herói vivido por Peter Parker precisa ter.

Alguns deles incluem: ser homem, heterossexual, caucasiano, não torturar, não matar (a não ser para proteger a sociedade), não xingar, não vender drogas ilícitas, não fumar, não abusar de álcool e não fazer sexo antes dos 16 anos.

Ainda segundo o artigo, o documento faz parte do contrato feito em setembro de 2011, apenas um mês após Miles Morales, um jovem negro, ter assumido a identidade do Homem-Aranha nos quadrinhos. O novo herói já ganhou um filme solo animado chamado “Homem-Aranha: No Aranhaverso”, que já teve sua sequência confirmada.

Além disso, o novo filme do herói “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa”, que já está em cartaz nos cinemas, faz uma breve referência ao Miles.