CineBuzz
Cinema / EITA!

Steven Soderbergh não faria filme de super-heróis porque "ninguém transa" neles

Diretor ganhou fama ao vencer a Palma de Ouro por "Sexo, Mentiras e Videotape" em 1989

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 07/02/2022, às 16h32 - Atualizado às 16h45

Steven Soderbergh afirma que não faria filme de super-heróis porque "ninguém transa" neles - Divulgação/Getty Images:  Emma McIntyre
Steven Soderbergh afirma que não faria filme de super-heróis porque "ninguém transa" neles - Divulgação/Getty Images: Emma McIntyre

O diretor Steven Soderbergh, vencedor da Palma de Ouro pelo filme "Sexo, Mentiras e Videotape," em 1989, admitiu em entrevista ao Yahoo! que provavelmente não dirigiria um filme de super-heróis em sua carreira e, dentre outros motivos, um deles é porque "ninguém transa" nesse tipo de filme.

Na conversa, cineasta tentou deixar claro que não ser esnobe ou diminuir o gênero, que tem se tornado uma grande potência no universo cinematográfico nos últimos. Ele afirmou que seus motivos são que "lhe falta imaginação" para contar uma história em um mundo no qual "as leis da física não se aplicam".

"Eu juro que não sou um esnobe. Não sinto, de forma nenhuma, que esse é um tipo de história que está abaixo de mim ou qualquer coisa assim. Para mim, é sobre o espaço que consigo ocupar como contador de histórias", comentou.

"Eu sou 'pé no chão' demais para habitar um universo em que as leis da física não se aplicam. A única ficção científica de verdade que eu fiz ["Solaris", de 2002] era, na verdade, um drama de personagens que, por acaso, se passava em uma nave espacial", lembrou o cineasta.

"Por outro lado, muitos desses filmes não têm algumas coisas que são essenciais para que eu possa entender o mundo ficcional em que vou mergulhar, para que eu possa escrever, ou mesmo supervisionar a escrita, de uma história", continuou. Em seguida, ele esclareceu que a falta de sexo nos filmes de super-heroís também seria uma barreira: "Ninguém transa nesses filmes. Ninguém transa! Eu não sei como contar uma história em um mundo onde isso não acontece".

Curiosamente, "Eternos", filme do Universo Cinematográfico da Marvel dirigido pela vencedora do Oscar Chloé Zhao ("Nomadland") e lançado em novembro de 2021, trouxe a primeira cena de sexo entre heróis da franquia. Além disso, as séries do estúdio feitas em parceria com a Netflix, como "Demolidor", "Jessica Jones" e "Luke Cage", também traziam uma carga sexual diferente do que costuma aparecer em filmes do gênero.

Por fim, Steven Soderbergh deixou claro que esse universo não é para ele: "Se as pessoas querem ir ao cinema e entrar nesse universo, tudo ótimo! Como cineasta, eu não saberia nem por onde começar", concluiu.

 

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!