CineBuzz
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Famosos / CASO DEPP X AMBER

Amber Heard diz que está “de coração partido” após veredito a favor de Johnny Depp

Julgamento durou cerca de 8 semanas e veredito favorável ao ator foi anunciado nesta quarta-feira (1)

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 01/06/2022, às 17h28

Amber Heard diz que está “de coração partido” após veredito a favor de Johnny Depp - Divulgação/Getty Images: Win McNamee
Amber Heard diz que está “de coração partido” após veredito a favor de Johnny Depp - Divulgação/Getty Images: Win McNamee

Minutos após o veredito favorável ao ator Johnny Depp em processo contra Amber Heard, a atriz afirmou estar desapontada em sua primeira reação pública após ser considerada responsável por difamar o ex-marido em um artigo no The Washington Post. Leia na íntegra a declaração da atriz feita em seu Twitter oficial:

A decepção que sinto hoje me deixa sem palavras. Estou com o coração partido que a montanha de evidências não foi suficiente para resistir ao poder, manejo e influência desproporcionais de meu ex-marido.

Estou ainda mais desapontada com o que esse veredito significa para outras mulheres. É um retrocesso. Voltamos para uma época em que uma mulher que se manifesta pode ser envergonhada e humilhada publicamente. Afasta a ideia de que a violência contra as mulheres deve ser levada a sério.

Acredito que os advogados de Johnny conseguiram fazer com que o júri ignorasse a questão-chave da liberdade de expressão e ignorasse evidências tão conclusivas que vencemos no Reino Unido.

Estou triste por ter perdido este caso. Mas estou ainda mais triste porque pareço ter perdido um direito que pensava ter como americana – de falar livre e abertamente”.

O júri decidiu a favor de Heard em uma de suas reconvenções. Ela receberá US$ 2 milhões.

O VEREDITO

Após sete semanas de depoimentos e deliberações de quase quatro dias, o corpo do júri, formado por sete pessoas, cuja identidade deve ser preservada por um ano, anunciou nesta terça-feira (1º) o veredito do caso envolvendo os atores e ex-casal Johnny Depp e Amber Heard.

O astro de "Piratas do Caribe" pedia US$ 50 milhões por danos, devido a um artigo de Amber Heard sobre violência doméstica publicado no "Washington Post" em 2018, afirmando que teria sido difamado pela ex-esposa. Por vencer o processo, Depp receberá US$ 15 milhões de Heard.

Já a atriz de "Aquaman" pedia o dobro (US$ 100 milhões) por declarações de um ex-advogado de Depp chamando seu relato de "farsa". Cada um dos atores declarava ter sido abusado durante o período em que estiveram juntos.

Johnny Depp não estava presente no tribunal e assistiu à decisão por vídeo, da Inglaterra, onde se encontra para fazer um show com Jeff Beck. Amber Heard presenciou a decisão no tribunal.

O julgamento por difamação foi transmitido ao vivo pela internet entre 11 de abril e o último dia 27, o que gerou grande repercussão pela relação conturbada vivida pelos dois enquanto formavam um casal. Nas redes sociais, as hashtags "#JusticeForJohnnyDepp" ("Justiça para Johnny Depp") e "#JusticeForAmberHeard" ("Justiça para Amber Heard") estiveram entre os assuntos mais comentados durante todo o período.

ENTENDA O CASO

Johnny Depp, 58 anos, e Amber Heard, 36 anos, começaram a se relacionar em 2011 após contracenarem juntos no longa "Diário de um Jornalista Bêbado". Eles se casaram em 2015 e, dois anos depois, concluíram o divórcio. 

Ao longo de sete semanas, o júri ouviu uma série de depoimentos, gravações de brigas do ex-casal. Em um dos casos, Depp afirmou que teria tido a ponta de seu dedo cortada após ser atingido por uma garrafa de vodka jogada pela então esposa. 

Heard negou a acusação, afirmando que Depp a agrediu sexualmente naquela noite com uma garrafa de bebida, que ela não tinha certeza se estava quebrada ou não. Em outro caso, a atriz admitiu que agrediu o ex-marido com receio do que ele pudesse fazer contra a irmã dela.

Em diversas ocasiões, Depp negou ter batido em Heard ou em qualquer mulher e disse que foi ela quem se tornou violenta em seu relacionamento. Ele disse que as alegações de Heard lhe custaram "tudo". O ator perdeu o papel de Capitão Jack Sparrow em um novo filme de "Piratas do Caribe" - embora ele tenha dito que jamais voltaria a interpretar o personagem - e foi substituído na franquia de filmes "Animais Fantásticos", spin-off de "Harry Potter", pelo ator Mads Mikkelsen.

Há menos de dois anos, Depp perdeu um caso de difamação contra o jornal britânico "The Sun", que o rotulou como "espancador de esposas". Um juiz da Suprema Corte de Londres decidiu que ele havia agredido Heard repetidamente. Os advogados de Depp entraram com o caso no estado da Virgínia desta vez, por ser o local de impressão do "Washington Post", ainda que o jornal não seja réu.


+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!