CineBuzz
Famosos / EITA!

Anitta é processada por fã que apareceu em "Anitta: Made In Honório", da Netflix

Dona Maria Ilza de Azevedo "invade" a casa da cantora em uma cena da série documental

Redação Publicado em 14/01/2021, às 12h30

Anitta e a Netflix estão sendo processadas por fã após aparição em "Anitta: Made In Honório" - Reprodução/Instagram/Netflix
Anitta e a Netflix estão sendo processadas por fã após aparição em "Anitta: Made In Honório" - Reprodução/Instagram/Netflix

Depois de se tornar um sucesso ao aparecer "invadindo" a casa de Anitta na série documental "Anitta: Made In Honório", a fã Dona Maria Ilza de Azevedo está processando a cantora e a plataforma de streaming, conforme informações da jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.



O processo é baseado em uma alegação de Dona Maria Ilza de que não deu autorização de imagem para aparecer na série, que estreou na Netflix em dezembro passado. Outro fator, ainda de acordo com Fábia Oliveira, seria a repercussão negativa de sua participação no documentário.

+ Leia mais: Sete motivos para assistir a "Anitta: Made In Honório" agora mesmo!

Em um dos episódios, a fã aparece na casa de Anitta, em meio a uma prova de roupa para a preparação para o show no Rock In Rio, em 2019, e a cantora se surpreende com a presença de Dona Maria Ilza na sala de sua casa.

Anitta a cumprimenta, recebe um presente dela e chega a brincar com a fã, pedindo para que ela desenhe os looks para a sua apresentação. Porém, na sequência, a cantora aparece visivelmente aborrecida com a "invasão" de Dona Maria Ilza e se tranca em seu quarto. "Para piorar, a atitude nefasta, covarde, mesquinha das rés (Anitta e Netflix) acaba criando um mal estar na equipe de produção, que discute uma suposta falha na segurança em relação à presença da Autora (Maria Ilza)", diz um trecho da acusação.

+ Leia mais: Anitta faz comentário polêmico após desabafo de Duda Reis sobre Nego do Borel

Segundo a colunista, na época do lançamento de "Anitta: Made In Honório", Dona Maria Ilza estava internada por complicações da Covid-19 e, mesmo na situação delicada, começou a receber ligações de amigos e familiares, tratando como piada a sua suposta invasão, que ela alega não ser verdade.

“Autora vira o motivo da indignação e o quadro do qual ela aparece passa a ter grande importância no documentário, dando a entender que sua entrada na casa, devidamente autorizada, foi uma ingrata surpresa – um erro – do qual a Autora aproveitou-se para burlar regras, de forma clandestina, tanto é que esta chega a discutir com seus funcionários. Neste momento a Autora é transformada em uma ‘cara de pau’ que conseguiu entrar na casa da famosa Anitta, passando a ser achincalhada pelo mundo a fora, tendo em vista que Anitta é uma ‘estrela global’“, continua a acusação.

+ Leia mais: Após invertida, Anitta afirma que assumirá a carreira de MC Melody: "Quando ela tiver 17"

Na época do lançamento da série, Anitta chegou a comentar o caso: “Qualquer ser humano que entre na minha casa sem ser convidado, eu não vou gostar, não. Eu só tratei bem justamente por ela ser uma senhora de idade, mas a minha casa é o único lugar que eu tenho para dar um peido em paz“, declarou a cantora em suas redes sociais.

O processo teria sido protocolado em 18 de dezembro, mas Dona Maria Ilza teria tentado desistir do processo às vésperas do Natal, alegando um erro nas informações prestadas. Porém, segundo Fábia Oliveira, a ação ainda não foi extinta.