CineBuzz
Famosos / CASO GRAVE

Atriz de "Buffy" acusa Joss Whedon de abuso de poder: "Traumatizada até hoje"

Charisma Carpenter fez uma longa publicação em apoio a Ray Fisher, que também denunciou o diretor

Redação Publicado em 10/02/2021, às 16h30 - Atualizado às 17h00

Charisma Carpenter denunciou Joss Whedon, de "Vingadores", por abuso de poder - Reprodução/Instagram/YouTube
Charisma Carpenter denunciou Joss Whedon, de "Vingadores", por abuso de poder - Reprodução/Instagram/YouTube

Após diversas denúncias de abuso de poder contra Joss Whedon, encabeçadas por Ray Fisher, com quem o ator trabalhou em "Liga da Justiça", Charisma Carpenter, que interpretou Cordelia Chase na série "Buffy: A Caça-Vampiros" e em seu spin-off "Angel", ambos criados por Whedon, demonstrou apoio ao colega de trabalho e fez uma longa denúncia contra o diretor.

"Por quase duas décadas, eu segurei a minha língua e até inventei desculpas para certos acontecimentos que me deixaram traumatizada até hoje. Joss Whedon abusou de seu poder em inúmeras ocasiões enquanto trabalhamos juntos nos sets de 'Buffy, A Caça Vampiros' e 'Angel'", declarou a atriz. "Enquanto ele achava o seu mau comportamento adorável, isso apenas serviu para intensificar a minha ansiedade de aturar, me desempoderando e me alienando dos meus colegas".

"No último verão, quando Ray Fisher publicamente acusou Joss de comportamento abusivo e antiprofissional em relação ao elenco e à equipe durante as regravações de 'Liga da Justiça' em 2017, eu fiquei enjoada. Joss tem um histórico de ser casualmente cruel. Ele tem criado ambientes de trabalho hostis e tóxico desde o início de sua carreira. Eu sei porque eu experimentei isso pessoalmente", acrescentou.

+ Leia também: Sarah Michelle Gellar e outras atrizes de "Buffy" apoiam colega em denúncia contra Joss Whedon

No texto, Carpenter continua dizendo que, frequentemente, Whedon ameaçava demiti-la, o que acabou mexendo com sua autoestima. Ela também diz que, quando estava grávida, ele a chamava de gorda. Ainda sobre a gravidez, ele a questionou se manteria o bebê e, algum tempo após dar à luz a sua filha, a atriz foi demitida da série pelo diretor.

"Essas memórias e mais pesaram na minha alma como tijolos por quase metade da minha vida. Eu queria ter dito algo antes. Eu queria ter tido a compostura e a coragem há tantos anos atrás. Mas eu me silenciei por vergonha e me mantive calada", ainda disse Carpenter.

"Levou muito tempo para que eu construísse a coragem para fazer essa declaração publicamente. A gravidade disso não está perdida em mim. Como uma mãe solo, cuja vida familiar depende do meu trabalhi, eu estou assustada. Apesar do meu medo sobre o impacto disso no meu futuro, eu não posso mais me manter calada. Isso já passou do tempo e é necessário. É a hora", concluiu a atriz. Confira a nota completa (em inglês):

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por CHARISMA CARPENTER⚡️ (@karazma)