CineBuzz
Famosos / ESCLARECIMENTO

Equipe de Anitta se pronuncia sobre acusações de manipulação no recorde de "Envolver"

Em carta aberta, Paulo Pimenta, assessor de comunicação e imprensa, comentou sobre a polêmica sobre o recorde de "Envolver"

CAMILA GOMES | @CAMILAGMS Publicado em 13/04/2022, às 08h41

Anitta fez história ao se tornar a primeira brasileira ao atingir o topo do Spotify Global com uma música solo - Divulgação/Marco Ovando
Anitta fez história ao se tornar a primeira brasileira ao atingir o topo do Spotify Global com uma música solo - Divulgação/Marco Ovando

Paulo Pimenta, assessor de comunicação e imprensa de Anitta, escreveu uma carta aberta se pronunciando sobre as acusações de que "Envolver", hit mais recente da cantora, teria chegado ao topo no Spotify Global após os fãs manipularem o serviço de streaming.

Usando dados da plataforma para os últimos 28 dias, o assessor afirma que, apesar da faixa ter recebido 38.420.876 de plays somente no Brasil, a soma dos nove mercados internacionais, incluindo o brasileiro, ainda corresponde a 42.801.642 reproduções.

"A cantora arrebatou seu país com um ritmo que não é brasileiro e em língua espanhola - não muito falada por aqui. Um posicionamento internacional de dentro para fora", afirma Pimenta em texto publicado exclusivamente pela Rolling Stone Brasil, parceira de CineBuzz.

O assessor ainda comentou sobre a mobilização que ocorreu no país, que contribuiu no posicionamento no chart: "Algumas poucas notícias sobre Envolver ainda podem revelar a teoria citada no início do texto. Mas ainda bem que a matemática não mente e que a grande maioria dos brasileiros ainda tem orgulho dos artistas nacionais e se envolveu com a Anitta ao ponto de quebrarem juntos barreiras nunca antes ultrapassadas."

Confira o posicionamento oficial enviado pelo assessor de imprensa de Anitta:

Carta Aberta

Muito se fala sobre Envolver e seu sucesso que dura até hoje no top 50 global do Spotify. A primeira cantora latina a chegar a posição #1 de forma solo é brasileira e se chama Anitta. Foi ela mesma que lá atrás uma vez me disse que uma minoria sempre tende a elevar um artista só para depois ter o prazer de diminuí-lo. Infelizmente, ela tem razão. Vamos aos números de “Envolver” nos últimos 28 dias? Reparem que o país que mais ouviu “Envolver” foi o Brasil: 38.420.876 de plays. Mas se você QUISER realmente estudar os resultados, a perspectiva muda. Somados, os streamings dos 9 países que mais ouviram “Envolver” resultam em um número relevante e global: 42.801,642. O Brasil é o segundo mercado consumidor de música do mundo em número de ouvintes digitais e sua população e território são continentais. Logo, existe uma lei de proporcionalidade. Seria óbvio que uma cantora tivesse tal resultado em seu próprio país? Não necessariamente. Mas, se tratando da Anitta, tudo muda de figura. Enxergamos aqui outro fenômeno. A cantora arrebatou seu país com um ritmo que não é brasileiro e em língua espanhola - não muito falada por aqui. Um posicionamento internacional de dentro para fora. Há quem diga que os fãs brasileiros ouviram muito Envolver. Mutirão. Mas isso é ruim? Vale ressaltar que Anitta tem mais ouvintes mensais nos Estados Unidos do que grandes cantoras americanas - é só QUERER pesquisar. Algumas poucas notícias sobre Envolver ainda podem revelar a teoria citada no início do texto. Mas ainda bem que a matemática não mente e que a grande maioria dos brasileiros ainda tem orgulho dos artistas nacionais e se envolveu com a Anitta ao ponto de quebrarem juntos barreiras nunca antes ultrapassadas.

- Paulo Pimenta, assessor de comunicação e imprensa de Anitta

Entenda a polêmica

Na última semana, um artigo do site Rest of the World sugeriu que a audiência jogou com o algoritmo do Spotify para que Anitta atingisse a primeira posição do Spotify Global com o hit “Envolver”, no dia 25 de março.

Segundo o Spotify, a plataforma digital possui ferramentas capazes de identificar se houve fraude na contagem dos plays e irá analisar se os fãs da artista realmente utilizaram "robôs" (bots) para reproduzirem a música indefinidamente.

Em março, a brasileira fez história ao alcançar a primeira posição do ranking Daily Top 50 Global, feito inédito para um artista nacional. Para atingir essa marca, a faixa foi reproduzida mais de 6,4 milhões de vezes em 24 horas, superando até mesmo Justin Bieber.


+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!