CineBuzz
Famosos / EITA!

Marilyn Manson processa Evan Rachel Wood por difamação sobre as alegações de abuso sexual

Músico alega que uma "falsidade maliciosa" descarrilhou sua carreira na música, na TV e no cinema

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 02/03/2022, às 17h33

Marilyn Manson processa Evan Rachel Wood por difamação sobre as alegações de abuso sexual - Divulgação/Getty Images:  Frazer Harrison/HBO Max
Marilyn Manson processa Evan Rachel Wood por difamação sobre as alegações de abuso sexual - Divulgação/Getty Images: Frazer Harrison/HBO Max

O cantor Marilyn Manson processou a atriz Evan Rachel Wood por difamação sobre as alegações de abuso sexual contra ele. Manson afirma que as acusações são uma “falsidade maliciosa”.

Na queixa, apresentada no Tribunal Superior de Los Angeles nesta quarta-feira (2) e obtida pela Variety, Manson – cujo nome legal é Brian Warner – alega que Wood e “seu parceiro romântico [Ashley Gore] reiteradamente” o “classificaram publicamente” como um “estuprador e abusador – uma falsidade maliciosa que descarrilhou sua carreira de sucesso na música, na TV e no cinema”.

O documento continua alegando que Wood e Gore se passaram por um agente do FBI “forjando e distribuindo uma carta fictícia para criar a falsa aparência de que as supostas 'vítimas' de Warner e suas famílias estavam em perigo, e que havia um investigação criminal da Warner em andamento”.

Ele ainda alega que Wood e Goreforneciam listas de verificação e roteiros” para os acusadores e “fizeram declarações conscientemente falsas”, incluindo que Mansonfilmou a agressão sexual de uma menor”. Manson solicitou um julgamento com júri e alega inflição intencional de sofrimento emocional, violação da Lei de Fraude de Acesso e Dados de Computador Abrangentes e falsificação de identidade pela Internet.

ENTENDA O CASO

No dia 1º de fevereiro de 2022, Evan Rachel Wood, que namorou com Marilyn Manson entre 2006 e 2010, revelou ter sido abusada pelo ex enquanto eles estavam juntos: "O nome do homem que me abusou é Brian Warner, também conhecido pelo mundo como Marilyn Manson. Ele começou a me aliciar quando eu era uma adolescente e me abusou horrivelmente durante anos", escreveu Wood em uma publicação no Instagram.

"Sofri lavagem cerebral e fui manipulada para ser submissa. Estou cansada de viver com medo de retaliação, difamação ou chantagem. Estou aqui para expor esse homem perigoso e chamar a atenção de muitas indústrias, que permitiram esse comportamento dele, antes que ele destrua outras vidas", continuou a atriz. "Estou do lado das várias vítimas que não irão mais permanecer em silêncio".

A atriz já havia falado publicamente sobre ter vivido um relacionamento abusivo, mas nunca deu nome a seu abusador. Evan Rachel Wood e Marilyn Manson formaram um casal entre 2006 e 2010, com algumas idas e vindas. Na época em que se conheceram, a atriz tinha 19 anos e o cantor, 37.