CineBuzz
Livros / Livros

Voto feminino no Brasil: há 89 anos, mulheres conquistavam o direito de votar no país

Selecionamos 6 livros para quem deseja entender mais sobre a luta feminina na sociedade

Redação Publicado em 24/02/2021, às 15h42

Voto feminino no Brasil: há 89 anos, mulheres conquistavam o direito de votar no país - Reprodução/Amazon
Voto feminino no Brasil: há 89 anos, mulheres conquistavam o direito de votar no país - Reprodução/Amazon

Considerada uma data histórica para o país e para a luta feminista, o dia 24 de fevereiro de 1932 celebra o Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil. Após décadas de lutas incansáveis por parte das sufragistas, o direito do voto foi assegurado pelo Código Eleitoral, mas apenas para mulheres casadas (com autorização dos maridos) e viúvas com renda própria. Essas limitações deixaram de existir em 1934, quando o voto feminino passou a ser previsto na Constituição Federal.

Há mais de 50 anos, ainda durante o século XIX e antes mesmo da proclamação da República, as mulheres já lutavam pelo direito ao voto no Brasil. No entanto, engana-se quem pensa que o país foi o único a percorrer um longo caminho. Com o início do século XX, a militância feminina ganhou cada vez mais força com o movimento sufragista na Grã Bretanha e nos Estados Unidos, inspirando mulheres do mundo todo a lutarem pelos seus direitos. Na França, o voto feminino só foi permitido a partir de 1944, e na Suíça, em 1971. 

Se você deseja entender mais sobre a luta das mulheres, confira a lista abaixo com livros incríveis sobre o tema:

  1. Avante, Mulheres!: Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã e outros textos - https://amzn.to/2ZMciRY

Dramaturga e ativista política à época da Revolução Francesa, a autora apresenta, nestas linhas, as bases da defesa dos direitos das mulheres, da abolição da escravatura dos negros, da liberdade de expressão, entre outras pautas extremamente importantes até os dias de hoje. Uma obra inspiradora para os interessados no feminismo e em grandes lutas pela liberdade e garantia de direitos.

  1. Breve história do feminismo no Brasil e outros ensaios - https://amzn.to/2NsE6IJ

A nova edição ampliada da obra clássica sobre o movimento feminista brasileiro, de Maria Amélia de Almeida Teles, inclui seis novos ensaios, que analisam as pautas da luta feminista nos últimos anos, levando em conta as cicatrizes deixadas pela ditadura militar. 

  1. Mulher Deve Votar?: o Código Eleitoral de 1932 e a Conquista do Sufrágio Feminino Através das Páginas dos Jornais Correio da Manhã e A Noite - https://amzn.to/3ustwlj

Este livro procura dar visibilidade aos atos, aos fatos e as personagens que contribuíram para a conquista do voto feminino por meio de discussões que ocorreram durante a feitura do novo Código Eleitoral, e que levaram as brasileiras a serem incluídas como eleitoras e como candidatas da República. Além disso, busca responder à pergunta que inspirou o título deste livro: “mulher deve votar?”

  1. O Segundo Eleitorado: Tendências do Voto Feminino no Brasil - https://amzn.to/37Jai13

Uma obra essencial para compreender sobre a luta feminina desde muitos anos antes. Examina as tendências do voto feminino na sociedade brasileira da atualidade e analisa a participação das mulheres na vida política.

  1. A História do Mundo Para Quem Tem Pressa - https://amzn.to/37JR4bQ

Conciso, agradável de ler e elegantemente simples, mas abalizado, permite que o leitor compreenda a interconexão do tempo e dos acontecimentos. Finalmente, uma síntese da história que não deixa pedra sobre pedra e nos ensina como o mundo moderno se tornou o que é.

  1. Feminismo e política: uma introdução - https://amzn.to/3aP61v6

O livro mostra como o debate sobre a posição das mulheres nas sociedades contemporâneas abriu portas para questionar as categorias centrais por meio das quais é pensado o universo da política, tais como as noções de indivíduo, de espaço público, de autonomia, de igualdade, de justiça e de democracia. O leitor irá conhecer mais sobre o acesso das mulheres à educação, assim como na exigência de direitos iguais no casamento e do direito ao divórcio, do direito das mulheres à integridade física e a controlar sua capacidade reprodutiva, o feminismo pressionou os limites da ordem estabelecida. 

Vale lembrar que os preços disponíveis condizem com o site da Amazon. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Atrevida pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime:  https://amzn.to/3jUK13p

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2I0vOEM