CineBuzz
News / CASO GRAVE

Nome de esmalte é criticado por estereotipar mulheres e incentivar a cultura do estupro: "Me Beije, Sou Brasileira"

Marca justificou o nome dizendo que ele remete ao costume de cumprimentar com beijo no rosto

Redação Publicado em 08/09/2020, às 09h38

Marca foi criticada por nome de esmalte supostamente estereotipar brasileiras e incentivar a cultura do estupro - Letícia Alvares/Pixabay
Marca foi criticada por nome de esmalte supostamente estereotipar brasileiras e incentivar a cultura do estupro - Letícia Alvares/Pixabay

O nome dado a um esmalte acabou gerando polêmica, principalmente entre brasileiras, por supostamente apresentar uma visão estereotipada sobre a sexualidade de mulheres nascidas no Brasil. Um dos itens de uma coleção da marca americana OPI foi batizado como "Kiss Me I'm Brazilizan" ou "Me Beije, Sou Brasileira", em português.



O esmalte foi lançado em 2014, como parte de uma coleção em homenagem ao Brasil, mas virou alvo de uma petição após a chegada da marca ao país na última semana. Até a manhã desta terça-feira (8), o abaixo-assinado já contava com cerca de 11.200 assinaturas. 

Na descrição do esmalte, que não está à venda no país, pode-se ler: "Um rosa dinâmico que transmite todo o calor e a receptividade do Brasil". Outras cores também geraram polêmica: "Next stop... The Bikini Zone" ("Próxima parada... região do biquíni") e "Red Hot Rio" ("Vermelho quente no Rio", em referência ao Rio de Janeiro).

+ Leia mais: A Fazenda 12: Biel pode ser expulso antes mesmo da estreia

Nas redes sociais da marca, muitas seguidoras compartilharam sua indignação, classificando os nomes dos esmaltes como ofensivos e sugestivos de que a mulher brasileira seria "fácil" e "objeto sexual", incentivando a cultura do estupro.

A criadora do abaixo-assinado, Carolina Pires, declarou: "É inaceitável que em 2020 uma marca mundialmente conhecida como a OPI endosse o estereótipo errado da mulher brasileira. Essa é uma ideia contra a qual nós, brasileiras, lutamos há tanto tempo, não podemos deixar vocês contribuírem com o lado errado".

+ Leia mais: Fãs reagem a possível gravidez de Ana de Armas, namorada de Ben Affleck, após publicação em redes sociais

Contatada pelo Universa, do UOL, a marca se pronunciou sobre o assunto e revelou que o nome foi dado após uma pesquisa do time global da empresa, em Los Angeles, remetendo ao costume brasileiro de beijar as pessoas no rosto: "Um dos destaques foi o hábito de cumprimentar as pessoas com um beijo em cada bochecha, diferente do tradicional aperto de mão usado mundialmente. Por isso esse nome celebra a saudação brasileira".

A assessoria de imprensa da marca ainda disse que os nomes, normalmente, têm o costume de serem lúdicos e alegres, para levar a alegria e a diversão para as consumidora e que "o objetivo da marca sempre foi e, continua sendo, celebrar as mulheres".

 


+ Já pensou poder controlar as tarefas do seu dia a dia de uma maneira super tecnológica! Acredite se quiser, mas isso já é possível com os dispositivos Echo! Controlados pela Alexa, assistente de voz da Amazon, com eles você pode realizar diversas atividades por meio de alguns comandos. Confira:

1. Echo Dot 3ª geração: https://amzn.to/2Ty61aI

2. Echo Show 5: https://amzn.to/366fSae

3. Echo 3ª geração: https://amzn.to/2Ny2ghp

4. Echo Show 8: https://amzn.to/2PO3x5f

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.