CineBuzz
Pride / UAU!

Padre Fábio de Melo defende união civil LGBT: "Não é questão religiosa"

Religioso falou sobre o assunto durante uma live com o empresário Marcus Montenegro

Redação Publicado em 30/10/2020, às 11h49

Padre Fábio de Melo durante o programa "Altas Horas" - Globo/Divulgação
Padre Fábio de Melo durante o programa "Altas Horas" - Globo/Divulgação

Durante uma live com o empresário Marcus Montenegro, o Padre Fábio de Melo se mostrou à favor da união civil entre casais homossexuais. Ainda, o religioso revelou que já foi alvo de críticas da Igreja Católica por seu por posicionamento.

"Em 2013, eu dei uma entrevista e fui execrado pela ala mais conservadora da Igreja Católica. A união entre duas pessoas do mesmo sexo não é uma questão religiosa, é uma questão civil. É um direito. Sempre considerei uma injustiça e não cabe a mim julgar, não cabe a mim impor regras religiosas ao outro. A questão é do Estado", disse o religioso.



A declaração do padre surge poucos dias após o Papa Franciso também se declarar a favor da união civil entre a comunidade LGBT. Durante a conversa, Fábio ainda confessou que há três anos e meio sofreu uma crise grave, e chegou a considerar suicídio.

+Leia mais: Papa Francisco defende lei que permite união civil entre homossexuais

"Eu não desejo a ninguém passar o que passei. Pensei em me matar várias vezes. Eu tive dois momentos que pensei em suicídio. Nesta época e quando tinha 18 anos. Fazia noviciado, em Jaguará do Sul, Santa Catarina. Durante um ano e meio, eu tive pensamentos obsessivos para morrer", contou.

 


+ Itens para maratonar filmes em casa:

1. Pipoqueira Philco: https://amzn.to/3746SUt

2. Almofada porta-pipoca: https://amzn.to/2sxJ0JK

3. Smart TV LED Panasonic: https://amzn.to/38kZXGr

4. Fire TV Stick: https://amzn.to/30xAnLH

5. Home Theater Philco: https://amzn.to/38hufKl

6. Poltrona reclinável, K.R. Móveis: https://amzn.to/2Nz93Yi

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.