CineBuzz
Streaming / UAU

Durante a quarentena, Brasil já vendeu 1 milhão de vibradores

Levantamento foi feito por portal especializado no ramo

Redação Publicado em 23/05/2020, às 11h50

Venda de vibradores aumentou - Pixabay
Venda de vibradores aumentou - Pixabay

O distanciamento social causada pela pandemia do novo coronavírus tem obrigado os brasileiros a colocarem a criatividade em dia para deixar a quarentena mais agradável. Por isso, o número de venda de vibradores no país cresceu muito neste período.

Segundo um levantamento feito pelo portal Mercado Erótico, houve um crescimento de 50% na venda de vibradores no período de isolamento social. Ainda, os números apontam que mulheres casadas na faixa de 25 a 35 anos foram as que procuraram o item.



O estudo também mostra que mais de um milhão de vibradores e consolos foram comercializados de março até agora, período de duração da quarentena até o momento.

+Leia mais: Pessoas estão se masturbando mais durante a quarentena por coronavírus, diz especialista

Quem compra mais são os casados, somando 27,8% contra os 13,9% dos solteiros. A maioria do público também é jovem: entre 25 a 34 anos, o que representa51,4 % dos clientes dos lojistas pesquisados.

“Se adicionarmos também os 37,1% da faixa etária de 35 a 44 anos essa porcentagem sobe para 85% no total. Pela primeira vez mapeamos as compras dos casais. Eles estão escolhendo e decidindo juntos”, afirma Paula Aguiar ao jornal Metrópoles. Ela é ex-presidente da Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico (ABEME) e autora da pesquisa.

 

 


+ Itens para maratonar filmes em casa:

1. Pipoqueira Philco: https://amzn.to/3746SUt

2. Almofada porta-pipoca: https://amzn.to/2sxJ0JK

3. Smart TV LED Panasonic: https://amzn.to/38kZXGr

4. Fire TV Stick: https://amzn.to/30xAnLH

5. Home Theater Philco: https://amzn.to/38hufKl

6. Poltrona reclinável, K.R. Móveis: https://amzn.to/2Nz93Yi

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.