CineBuzz
Streaming / EITA!

Netflix começará a cobrar por compartilhamento de contas com usuários de outro endereço

Em fase de testes, cobrança acontecerá em três mercados da América Latina

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 16/03/2022, às 16h30 - Atualizado em 17/03/2022, às 12h40

Netflix começará a cobrar por compartilhamento de contas com usuários de outro endereço - Divulgação/Netflix
Netflix começará a cobrar por compartilhamento de contas com usuários de outro endereço - Divulgação/Netflix

A Netflix começará a testar uma nova forma de evitar o compartilhamento ilícito de contas. Por enquanto, o teste será aplicado em três mercados da América Latina, Peru, Costa Rica e Chile. A informação é da Variety.

A nova funcionalidade visa regulamentar o compartilhamento de perfis entre indivíduos que moram em endereços diferentes - uma prática bastante comum, mas até hoje realizada de maneira teoricamente ilegal, segundo os Termos de Serviço da plataforma.

De acordo com a Variety, a funcionalidade vai se chamar "adicione um membro extra", e permitirá que o usuário principal crie um novo perfil para o indivíduo de fora de sua residência, assim, ele terá seu próprio login e senha, tal como recomendações personalizadas do algoritmo.

A opção vai custar US$ 3,99 na Costa Rica, 7,9 Soles no Peru, e 2380 pesos chilenos.

Chengyi Long, diretora de inovação da Netflix, escreveu em um post no blog oficial da plataforma de streaming que a nova ferramenta pode ou não ser expandida para outros mercados após o teste nesses três territórios.

"Vamos tentar entender o quanto os nossos assinantes acharam essa funcionalidade útil nesses países", explicou. "Sempre quisemos facilitar o compartilhamento da conta da Netflix entre pessoas que moram juntas, e por isso desenvolvemos opções como a criação de perfis diferentes e a possibilidade de streaming em várias telas simultâneas."

"Embora essas opções sejam enormemente populares, elas também criaram algumas confusões sobre quando e como a sua conta da Netflix pode ser compartilhada", escreveu Long no post.

Em contato com a assessoria da Netflix no Brasil, eles confirmaram o plano de implementar o teste da América Latina, mas não deram informações de que o mesmo vai rolar por aqui no Brasil.