CineBuzz

"BBB21": Karol Conká admite ter passado dos limites com Lucas, mas acredita não estar errada

Rapper conversava com Rodolffo sobre as atitudes em relação ao colega de confinamento

Redação Publicado em 02/02/2021, às 10h43

Karol Conká conversava com Rodolffo sobre o relacionamento com Lucas no "BBB21" - Reprodução/Globoplay
Karol Conká conversava com Rodolffo sobre o relacionamento com Lucas no "BBB21" - Reprodução/Globoplay

Na noite de segunda-feira (1º), brothers sisters do "Big Brother Brasil 21" participaram do primeiro Jogo da Discórdia da temporada, em que deveriam apontar dois "canceladores" da edição. O papo rendeu até a manhã desta terça (2) e, em conversa com RodolffoKarol Conká voltou a falar sobre o relacionamento com Lucas Penteado, após uma briga generalizada no último sábado (30), e admitiu ter passado dos limites com o ator em alguns momentos.

"Eu estou na paz. Depois que eu tomei certas atitudes, a paz reinou para mim. Enquanto eu pedia com cuidado, na amizade, na transparência, não rolou. E aí eu fui para o extremo e eu reconheço que passei de um ponto, mas é aquilo: cada um tem um jeito de jogar", declarou a rapper. "Talvez esse tenha sido o meio que eu achei para poder ter uma paz e poder pensar melhor no jogo. Não gosto de ser obrigada a fazer coisas que eu não estou afim".

+ Leia também: Ludmilla promete mutirão para eliminar Karol Conká: "Quem topa?"

Nos últimos dias, Karol Conká se direcionou a Lucas de forma agressiva, xingando-o em diversas oportunidades, e chegou a combinar com outros participantes formas de excluir o ator até que ele "aprendesse a lição". Nas redes sociais, a rapper foi bastante criticada e fãs do programa a acusaram de estar fazendo tortura psicológica com Lucas, mas na visão de Karol foi a coisa certa a se fazer, como ela continua dizendo na conversa:

"Deu para perceber que não encheu mais o saco depois que eu fiz isso. Ou seja, eu não preciso fazer mais nada", diz. "Lavou a alma", complementa Rodolffo e Karol concorda: "Eu lavei a alma, eu estou aliviada. Se estou certa ou não, aí a gente entende o quão difícil é saber. As coisas são muito intensas. Eu fiquei muito irritada, foi visível, mas se eu fosse a única pessoa irritada com essa pessoa, aí poderiam me chamar de louca"