CineBuzz
Vitrine / Consciência Negra

Consciência Negra: 11 livros para você conhecer mais sobre o assunto

Selecionamos obras fantásticas para você se aprofundar mais no tema

Redação Publicado em 19/11/2021, às 18h15 - Atualizado em 20/11/2021, às 11h00

Capa das obras disponíveis no Esquenta Black Friday da Amazon - Divulgação / Amazon
Capa das obras disponíveis no Esquenta Black Friday da Amazon - Divulgação / Amazon

Você sabia, que hoje dia 20 de novembro, é o Dia da Consciência Negra? A data foi escolhida em homenagem ao Zumbi dos Palmares, um dos grandes líderes quilombolas brasileiros na luta contra a escravidão de seu povo. Seu objetivo é ressaltar a importância do combate ao racismo, valorizar a cultura afro-brasileira e toda a sua contribuição na construção da sociedade atual, além de trazer reflexões sobre temas como desigualdade e inclusão.

E para celebrar essa data tão importante, nada melhor que garantir ainda mais conhecimento sobre o tema, não é mesmo? Pensando nisso, a Cinebuzz, selecionou 11 obras fantásticas de grandes autores que abordam o assunto com profundidade. Olha só:

Confira nossa seleção e garanta as suas obras favoritas!

 

1. Quem tem medo do feminismo negro?, de Djamila Ribeiro (2018):  https://amzn.to/30B49Dw

Divulgação / Amazon
Divulgação / Amazon

Nesta obra, Djamila Ribeiro reúne um ensaio autobiográfico, com memórias de sua infância e adolescência, e também uma seleção de artigos já publicados pela autora, a fim de debater temas como silenciamento, empoderamento feminino e interseccionalidade. Além disso, a filósofa e militante aborda assuntos como os limites da mobilização nas redes sociais, as políticas de cotas raciais e as origens do feminismo negro no Brasil e nos Estados Unidos.


2. Torto arado, de Itamar Vieira Junior (2019): https://amzn.to/3HxT1Z6

Divulgação / Amazon

 

No sertão baiano, as irmãs Bibiana e Belonisia encontram uma misteriosa faca na mala guardada sob a cama da avó. Ocorre então um acidente e, para sempre, suas vidas estão ligadas. O romance conta uma história de vida e morte, de combate e redenção.


3. Pequeno manual antirracista, de Djamila Ribeiro (2019): https://amzn.to/3kOtmlo

Divulgação / Amazon
Divulgação / Amazon

 

Neste pequeno manual de capítulos curtos e contundentes, a autora aborda temas como atualidade do racismo, negritude, branquitude, violência racial, cultura, desejos e afetos. Na obra, Djamila Ribeiro busca apresentar caminhos de reflexão para aqueles que desejam aprofundar sua percepção sobre discriminações racistas estruturais, assumindo a responsabilidade pela transformação.


4. Minha História, de Michelle Obama (2018): https://amzn.to/3HyDbxg

Divulgação / Amazon

 

Considerada uma das mulheres mais icônicas e influentes de nosso tempo, Michelle Obama foi a primeira mulher afro-americana a ocupar a posição de primeira-dama dos Estados Unidos, além de se tornar uma poderosa porta-voz das mulheres negras no país e em todo o mundo. Em sua autobiografia, Michelle traz memórias de sua vida, seus triunfos e decepções - desde experiências que a moldaram na infância, até seus anos como executiva tentando equilibrar o trabalho e a maternidade.


5. Racismo Estrutural, de Silvio Almeida (2019): https://amzn.to/3CvY1Kb

Divulgação / Amazon

 

Nos anos 70, Kwame Turu e Charles Hamilton apresentaram pela primeira vez, no livro “Black Power”, o conceito de racismo institucional - que está infiltrado nas instituições e na cultura. E é a partir desta definição que, nesta obra, Silvio Almeida apresenta dados estatísticos e discute como o racismo está presente na estrutura social, política e econômica da sociedade brasileira.


6. Hibisco roxo, de Chimamanda Ngozi Adichie (2016): https://amzn.to/3ns5MfK

Divulgação / Amazon

 

Neste livro, a adolescente Kambili mostra como a religiosidade “branca” e católica de seu pai, Eugene, famoso industrial nigeriano, destrói lentamente a vida de toda a família. O romance apresenta, também, um retrato da Nigéria atual, mostrando os remanescentes  invasivos da colonização tanto no próprio país, quanto no resto do continente.


7. Amoras, de Emicida (2018): https://amzn.to/3HNiWwa

Divulgação / Amazon

 

Emicida, um dos artistas brasileiros mais influentes da atualidade, escreve seu primeiro livro infantil para mostrar, através de seu texto, a importância de nos reconhecermos no mundo e nos orgulharmos de quem somos.


8. O ódio que você semeia, de Angie Thomas (2017): https://amzn.to/3nxkWk1

Divulgação / Amazon

 

Desde pequena, Starr aprendeu com os pais como uma pessoa negra deve se comportar na frente de um policial. Hoje, vive duas realidades distintas, estudando em uma escola de brancos de classe alta e morando na periferia, onde a maioria das pessoas é negra. Quando ela e seu amigo, Khalil, são parados por uma viatura, tiros disparam e o jovem é morto. Indignada com a injustiça que presenciou, Starr precisa, agora, descobrir o poder da sua voz. Intenso, repleto de choques de realidade e extremamente necessário, o livro aborda o racismo de forma direta para jovens leitores.


9. Eu sei por que o pássaro canta na gaiola, de Maya Angelou (2018): https://amzn.to/3DCkiXX

Divulgação / Amazon

 

A vida de Marguerite Ann Johnson foi marcada por três palavras: racismo, abuso e libertação. Nesta obra, Maya Angelou traz lembranças dolorosas e descobertas de sua vida, dando voz aos jovens que um dia foram, assim como ela, fadados a uma vida dura e cheia de preconceitos.


10. Estrelas além do tempo, de Margot Lee Shetterly (2016): https://amzn.to/3CsxmOg

Divulgação / Amazon

 

Durante a Segunda Guerra Mundial, a indústria aeronáutica americana contratou matemáticas negras para suprir a falta de mão de obra. Conhecidas como “computadores humanos”, essas mulheres passaram a fazer parte da NASA, em uma época onde a segregação racial era extremamente forte. Conheça, nesta obra, a história das mulheres que garantiram que os Estados Unidos ganhassem a corrida espacial contra a União Soviética e lutaram para realizar o famoso sonho americano.


11. O pequeno príncipe preto, de Rodrigo França (2020): https://amzn.to/3qU3msC 

Divulgação / Amazon

 

Em um pequeno planeta, vive o Pequeno Príncipe Preto, que tem uma árvore Baobá como sua única companheira. Quando chegam as ventanias, o garoto viaja por diferentes planetas, espalhando amor e empatia. Originalmente uma peça infantil, a obra traz a história em formato de conto, mostrando aos pequenos leitores a importância de valorizarmos quem somos e de onde viemos.


Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os preços do site da Amazon. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, a Cine Buzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/3z102gx 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3mfUgUt