CineBuzz
Vitrine / Livros

Harry Houdini: 147 anos do ilusionista mais famoso de todos os tempos

Confira 4 truques mais famosos e polêmicos do mágico

Redação Publicado em 24/03/2021, às 17h28

Harry Houdini: 147 anos do ilusionista mais famoso de todos os tempos - Reprodução/Wikimedia Commons
Harry Houdini: 147 anos do ilusionista mais famoso de todos os tempos - Reprodução/Wikimedia Commons

Senhoras e senhores, público de todas as idades. Conheçam o mágico mais famoso de todos os tempos: Harry Houdini, o grande ilusionista capaz de deixar plateias de boca aberta com seus truques e performances. Mas quem foi Houdini, afinal?

Nascido há 147 anos, em 24 de março de 1874, na cidade de Budapeste, Ehrich Weisz mudou-se da Hungria para os Estados Unidos logo em seus primeiros anos de vida. Em 1890, com apenas 16 anos, lançou-se como mágico, realizando alguns truques com cartas. Já em 1894, adotou o nome artístico de Harry Houdini e passou a mostrar grandes habilidades com escapadas e desaparecimentos.

No entanto, foi a partir de 1899 que sua carreira como ilusionista realmente despontou. Impressionado com suas apresentações, o empresário Martin Beck inseriu o artista em diversas performances pelo país e, em 1990, Houdini embarcou em uma turnê pela Europa. Durante vinte anos, realizou truques de sucesso e que intrigaram o público - como escapar de correntes, algemas, cadeados e camisas de força.

Enquanto se apresentava por teatros ao redor da Grã-Bretanha e Estados Unidos, Houdini conquistou a atenção de um enorme público - chegando até a escapar de algemas de policiais, enquanto os desafiava a mantê-lo preso. Seus truques eram capazes de chocar as platéias, mas a maioria de seu sucesso contava com a ingenuidade da audiência - e muitos suspeitavam que suas fugas eram falsas. Apesar dos mistérios envolvendo o artista, Houdini sempre procurou inovar suas performances, que se tornaram cada vez mais chocantes. Confira alguns dos números mais famosos e impressionantes do ilusionista:

Embaixo d’água

Neste número, conhecido como “Câmara de Tortura Chinesa”, o ilusionista entrava em uma caixa cheia de água e ficava trancafiado nela diante do público, de cabeça para baixo e com os pés pendurados na tampa. A seguir, uma cortina se abaixava em volta da caixa e de modo espetacular, Houdini reaparecia com vida. 

Na verdade, ele apenas se deitava no palco e prendia os pés à tampa da caixa. Então a tampa era colocada acima do tanque, dando ao público a ilusão de que o mágico havia submergido. A tampa era fixada com uma chave, que — embora assim parecesse — não fechava a tampa. A chave acionava um mecanismo que afrouxava os pés de Houdini, permitindo que ele se soltasse com pouco esforço. A seguir, ele mudava de posição na câmara e segurava a respiração, com a ajuda de uma bolsa de ar no topo.

Agora você vê e agora não vê mais

Imagine ver um elefante na sua frente e, em um piscar de olhos, ele sumir. Neste número do artista, antes do animal entrar em cena, o público via uma caixa, mas só no sentido da largura - e era no sentido da profundidade que morava o segredo: uma porta dupla com um recorte oval. Enquanto essa porta era escondida de um lado, de outro, o elefante e o tratador entravam por uma cortina. 

Esta caixa tinha rodinhas que era girada por 12 homens de seis a sete minutos. O tratador, enquanto isso, colocava o animal para um canto e puxava um pano preto que cobria os dois. Quando Houdini abria a cortina, não dava para ver mais o bicho. Mas o grandalhão não tinha sumido de uma hora para outra: continuava escondido no canto. 

Comendo agulhas

Houdin comia agulhas e uma linha no meio do show de mágica e depois cuspia todas elas. Acontece que a ilusão era algo premeditado: o mágico já encontrava o público com a linha na boca. Ela, por sua vez, já carregava as agulhas escondidas. 

As agulhas ficavam entre os dentes e a bochecha. Havia também outras agulhas que o artista ingeria ao vivo. Mas essas não eram perfurantes e ficavam depois escondidas também dentro da boca dele. Quando uma assistente de palco trazia um copo d'água para Houdini, ele cuspia tudo no copo mesmo.

Enterrado vivo ou morto mesmo?

Essa tática foi tão pesada que quase custou sua vida. Enterrado sem um caixão em uma cova de quase 2m de profundidade, ele ficou exausto e entrou em desespero enquanto cavava rumo à superfície. Ao conseguir sair, ficou inconsciente e foi resgatado por seus assistentes. Houdini iria fazer uma outra versão para o palco no qual seria preso em uma camisa de força, trancado em um caixão e enterrado em um tanque cheio de areia. Mas, não há evidências se ele conseguiu apresentar o número, que seria a principal atração para sua turnê de 1927, visto que morreu um ano antes.

Para conhecer mais sobre os truques de Houdini e sua história, além de praticar mágica como um verdadeiro ilusionista, confira a lista abaixo. 

1. Grow - Luccas Neto Kit de Mágicas, 5+ Anos, Multicor, (Grow 03770) https://amzn.to/3ffvVe3

2. Rastro de Sangue: O Grande Houdini: https://amzn.to/2OUq57j

3. HOUDINI: A extraordinária historia do mago que ganhava a vida escapando da morte https://amzn.to/39aWttb

4. Show De Mágicas https://amzn.to/399RZmo

5. Livro & Kit: O melhor Show de Mágica https://amzn.to/3fbEExV

6. Jogo Kit de Mágicas 30 Truques Grow https://amzn.to/3d5l1oE

7. Truques de mágica: Com muitas atrações, truques e ilusionismos https://amzn.to/2PtcV0H

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/33uceXZ 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3aXmiv8