CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Cinema / EITA

Atores entram em greve nos Estados Unidos após fracasso em negociações

Falta de acordo entre órgãos representantes levam atores e roteiristas estadunidenses à primeira greve conjunta em mais de 60 anos

Paulo Marinho | @_senhormarinho - Publicado em 13/07/2023, às 16h45 - Atualizado às 17h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Falta de acordo entre órgãos representantes pode levar atores e roteiristas estadunidenses à primeira greve em mais de 60 anos - Getty Images
Falta de acordo entre órgãos representantes pode levar atores e roteiristas estadunidenses à primeira greve em mais de 60 anos - Getty Images

Após diversas tentativas nas negociações, o Diretor Executivo Nacional e Negociador-Chefe da SAG-AFTRA - órgão que representa atores do cinema e da televisão -, Duncan Crabtree-Ireland confirmou, nesta quinta-feira (13), que as conversas com a Alliance of Motion Picture and Television Producers (AMPTP) - representante dos grandes estúdios e plataformas de streaming - não chegaram a um acordo definitivo para um novo contrato e os atores de Hollywood entrarão em greve.

Com isso, roteiristas e atores de toda a indústria cinematográfica e televisiva dos Estados Unidos interrompem os seus trabalhos juntos, pela primeira vez desde 1960, paralisando não só a gravações de filmes, séries e outras produções audiovisuais, mas também impedindo que os artistas participem de coletivas de imprensa, estreias, premiações e eventos do gênero, como a San Diego Comic-Con, que neeste ano acontece entre os dias 20 e 23 de julho.

Em uma mensagem aos membros da SAG-AFTRA, Crabtree-Ireland, e a presidente do Sindicato de Atores dos Estados Unidos, Fran Drescher, reforçaram que, após mais de quatro semanas de tentativas nas negociações, os grandes estúdios da indústria como Disney, NBCUniversal, Netflix, Amazon, Apple, Warner Bros. Discovery, Paramount e Sony não estavam dispostos a atender às demandas por melhorias nos salários e condições de trabalho.

"Desde o início das negociações em 7 de junho, os membros do nosso Comitê de Negociação e nossa equipe têm passado muitos dias, fins de semana e feriados trabalhando para alcançar um acordo que proteja vocês, os atores e artistas trabalhadores dos quais essa indústria depende", começa a mensagem.

"Como vocês sabem, na última década, sua remuneração foi severamente erodida pelo surgimento do ecossistema de streaming. Além disso, a inteligência artificial representa uma ameaça existencial para as profissões criativas, e todos os atores e artistas merecem uma linguagem contratual que os proteja contra a exploração de sua identidade e talento sem consentimento e pagamento", continua o texto.

"Apesar da dedicação de nossa equipe em defender seus interesses, a AMPTP se recusou a reconhecer que mudanças enormes na indústria e na economia tiveram um impacto prejudicial para aqueles que realizam o trabalho nos estúdios", finaliza o texto.

Qual é a melhor série da história da Netflix? Vote na sua favorita!

  • "Orange is the New Black"
  • "The Crown"
  • "Atypical"
  • "Heartstopper"
  • "The Umbrella Academy"
  • "Dark"
  • "Stranger Things"
  • "Black Mirror"
  • "Anne With an E"
  • "The Queen's Gambit"
  • "Sex Education"
  • "You"
  • "Bridgerton"
  • "Sandman"
  • "Sintonia"
  • "Elite"
  • "Emily em Paris"
  • "Round 6"
  • "Com Carinho, Kitty"
  • "Eu Nunca..."

Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!