CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Cinema / PROBLEMAS NA PRODUÇÃO

"Enola Holmes": como a Netflix driblou os problemas judiciais da continuação?

Saiba como ficou a batalha judicial entre a Netflix e os descendentes de Arthur Conan Doyle com a continuação do filme Enola Holmes

Rafaela Bertolini | @rafaelabertolini_ Publicado em 13/10/2022, às 19h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
"Enola Holmes": como a Netflix driblou os problemas judiciais da continuação? - Reprodução / Netflix
"Enola Holmes": como a Netflix driblou os problemas judiciais da continuação? - Reprodução / Netflix

Em 2020, o mundo conheceu mais uma história do universo criado por Sir Arthur Conan Doyle quando Enola Holmes chegou à plataforma da Netflix. O filme que estrela Millie Bobby Brown e conta com Henry Cavill no papel de Sherlock Holmes traz uma perspectiva diferente do detetive para o cinema ao contar a história de sua irmã mais nova, Enola, que também possui os dons da investigação.

Contudo, os bastidores do longa foram complicados. Isso porque a Netflix enfrentou uma grande batalha judicial com os descendentes do autor e criador de Holmes, que acusaram a plataforma de utilizarem a imagem do detetive sem terem seus direitos autorais. Mas afinal, esse processo pode impactar na continuação de Enola Holmes?

Problemas com o uso de imagem

Apesar de as histórias de Sherlock Holmes terem caído em domínio público em 2014, os dez últimos contos publicados sobre o detetive ainda estão sob os direitos dos descendentes de Arthur Conan Doyle. Isso porque esses contos trazem um Sherlock mais sensível e humano, vindo de um contexto pós-Segunda Guerra Mundial. A imagem do detetive que pode ser reproduzida livremente é apenas aquela que conhecemos de produções como Sherlock, que conta com Benedict Cumberbatch como grande estrela. 

"Enola Holmes": como a Netflix driblou os problemas judiciais da continuação?
Henry Cavill como Sherlock e Millie Bobby Brown como Enola no primeiro filme da franquia - Reprodução / Netflix

O processo iniciou quando os detentores dos direitos desses contos finais de Holmes alegaram que a Netflix utilizou uma imagem sensível do detetive sem autorização na sua produção. Essa não teria sido a primeira adaptação a sofrer uma batalha judicial uma vez que o filme Mr. Holmes, em que Ian McKellen retrata a aposentadoria do detetive, também foi acusada de retratar o período protegido pelos direitos autorais.

O fim da batalha

Este ano, a Netflix anunciou que Millie Bobby Brown voltaria para uma continuação de Enola Holmes, que tem data de estreia marcada para 4 de novembro de 2022. Mas afinal, como a Netflix conseguiu driblar os problemas judiciais com a imagem de Sherlock Holmes?

Segundo o portal Hollywood Reporter, a plataforma de streaming e os descendentes de Arthur Conan Doyle chegaram a um acordo no mesmo ano de lançamento do primeiro filme. Embora os detalhes do fim do processo não terem sido divulgados, parece que o seu resultado foi positivo, já que os fãs poderão ver o desfecho da história de Enola e sua brilhante mente.

Confira o trailer de Enola Holmes 2 a seguir: 


+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!