CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Cinema / MOSTRA DE SP

Sem apoio da Lei Rouanet, Mostra de São Paulo anuncia seleção de sua 46ª edição

Tradicional festival acontece entre os dias 20 de outubro e 2 de novembro

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 10/10/2022, às 12h24

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Sem apoio da Lei Rouanet, Mostra de São Paulo anuncia seleção de sua 46ª edição - Divulgação/Mostra de SP
Sem apoio da Lei Rouanet, Mostra de São Paulo anuncia seleção de sua 46ª edição - Divulgação/Mostra de SP

Aconteceu no último sábado (8), a coletiva de imprensa para o anúncio da seleção da 46ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo que, pela primeira vez em muitos anos, não contará com o apoio da Lei Rouanet.

A Lei Rouanet sempre foi um dos principais fomentadores da Mostra de São Paulo, responsável por captar recursos junto a pessoas físicas pagadoras de Imposto de Renda ou empresas tributadas com base no lucro real visando a execução do projeto.

Após apresentar a proposta cultural ao Ministério da Cultura (MinC) e, depois de aprovada a proposta, a Mostra era autorizada a captar os recursos com os agentes que apoiam o projeto.

O incentivo não altera o valor a pagar ou a restituir do seu Imposto de Renda, apenas redireciona parte do imposto para o projeto escolhido - no caso a Mostra -, contribuindo para a cultura.

Ou seja, o Governo abre mão de parte dos impostos, que recebe de pessoas físicas ou jurídicas, para que esses valores sejam investidos em projetos culturais que ajudam a mudar e até transformar o cenário da comunidade.

Para driblar a falta de apoio governalmental, Renata de Almeida, diretora da Mostra, abriu subscrição em busca de patronos - iniciativa que partiu de pessoas atuantes no mercado audiovisual que compareceram e tornaram possível que um dos festivais mais tradicionais da capital paulista pudesse acontecer. Para saber mais sobre o programa de pratonos, clique aqui.

Apesar do apoio recebido, escolhas tiveram de ser feitas: "Tivemos de abrir mão de sessões que já faziam parte do calendário da Mostra, como aquela do Ibirapuera, com acompanhamento de música ao vivo para um clássico. Nossa abertura e o encerramento serão na Cinemateca, com sessões ao ar livre que poderão ser transferidas para as salas internas, dependendo das condições climáticas", disse Renata durante a coletiva.

A Mostra desse ano acontecerá entre os dias 20 de outubro e 2 de novembro e terá formato majoritariamente presencial.

"No pós-pandemia - e nem se pode dizer que ela esteja totalmente erradicada -, ainda estamos vivendo um impasse. O público migrou para outras telas e plataformas. Nossa expectativa é trazermos o público de volta aos dez cinemas que vão exibir a programação", declarou Renata.

Serão 223 títulos de 60 países, em circuito de salas de cinemas e espaços abertos da cidade de São Paulo. As plataformas Sesc Digital e Spcine Play, irão disponibilizar, gratuitamente, 10 e 7 filmes, respectivamente, selecionados pela curadoria do evento.

ABERTURA

"Triangulo da Tristeza" ("Triangle of Sadness"), de Ruben Östlund, vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, abrirá a 46ª Mostra na quarta-feira, dia 19, na Cinemateca Brasileira, em sessão para convidados. Outras sessões do filme serão programadas no evento.

DESTAQUES

"Bardo – Falsa Crônica de Algumas Verdades", de Alejandro Iñarritu; "Nada de Novo no Front", de Edward Berger; "Sem Ursos", de Jafar Panahi; "Conto de Fadas", de Alexander Sokurov; "Pacifiction", de Albert Serra; One Fine Morning, de Mia Hansen Løve; "Os Anos Super 8", de David Ernaux-Briot e Arnnie Earnaux (ganhadora do Nobel de Literatura); e as séries "The Kingdom Exodus", de Lars Von Trier (dois episódios) e "Noite Exterior" (Esterno Notte), de Marco Bellocchio, estão entre os títulos confirmados para esta edição.

A programação completa deve sair em breve no site da Mostra.

FILMES BRASILEIROS

A 46ª edição da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo conta com 67 filmes brasileiros no total, incluindo longas-metragens selecionados e premiados em festivais internacionais, obras que fazem sua estreia na Mostra, e clássicos restaurados

São filmes 44 nacionais na Mostra Brasil, outros 13 filmes integrando a Competição Novos Diretores, na qual diretores brasileiros concorrem ao Prêmio do Júri junto com produções estrangeiras, e mais 10 filmes brasileiros nas Apresentações Especiais.

Alguns destaque são: "A Mãe", de Cristiano Burlan; "Amazônia, A Nova Minamata?", de Jorge Bodanzky; "Carvão", de Carolina Markowicz; "Fogaréu", de Flávia Neves; "Noites Alienígenas", de Sérgio de Carvalho; "Paloma", de Marcelo Gomes; "Regra 34", de Julia Murat, vencedor do Leopardo de Ouro no Festival de Locarno, entre outros.

Saiba mais no site da Mostra.

PÔSTER E VINHETA

A arte do cartaz da 46ª Mostra é assinada por um dos mais reconhecidos muralistas da atualidade: Eduardo Kobra. O artista é personagem do documentário "Kobra Auto Retrato", de Lina Chamie, selecionado pelo evento. Confira:

A vinheta traz trilha sonora assinada pelo músico André Abujamra. Assista:

PRÊMIO LEON CAKOFF

A 46ª Mostra homenageia a cantora e atriz Doris Monteiro, protagonista de "Agulha no Palheiro", de Alex Vianny, com o Prêmio Leon Cakoff. Restaurado pela Cinemateca Brasileira, o filme será projetado na instituição.

APRESENTAÇÃO ESPECIAL

Entram em Apresentação Especial os clássicos restaurados "Deus e o Diabo na Terra do Sol", de Glauber Rocha; "A Rainha Diaba", de Antonio Carlos Fontoura; "A Mãe e a Puta" (La Maman e la putain) e "Meus Pequenos Amores" (Mês Petites Amoureses), ambos de Jean Eustache, e "Bratan", de Bakhtyar Khudojnazarov.

Outros títulos, como os curtas de Lucrecia Martel, "A Camareira", e "Le Pupille", de Alice Rohrwacher, também terão Apresentação Especial.

HOMENAGENS

A 46ª Mostra faz homenagem a Jean-Luc Godard, morto há pouco mais de um mês, com a Apresentação Especial do documentário "Até Sexta", "Robinson" (A Vendredi, Robinson), de Mitra Farahani, que condensa um diálogo de 29 semanas entre o diretor franco-suíço e o cineasta e escritor iraniano Ebrahim Golestam.

O jornalista, escritor e diretor Arnaldo Jabor, morto no início do ano, ganha homenagem póstuma do evento com a exibição do longa "Eu Te Amo". O longa será antecedido por um curta de Carolina Jabor, extraído do depoimento que o diretor deu ao projeto da Mostra, Filmes da Minha Vida, na 30ª edição do evento.

PRÊMIO HUMANIDADE

O Prêmio Humanidade será entregue à diretora Ana Carolina, durante a apresentação especial de seus filmes "Mar de Rosas", "Das Tripas Coração", "Sonho de Valsa" e "Paixões Recorrentes".

REALIDADE VIRTUAL

A Realidade Virtual retorna à 46ª Mostra, após dois anos de ausência, apresentando oito títulos em dois locais: Cinemateca Brasileira e Sesc 24 de Maio.

Fique ligado na cobertura da 46ª Mostra de São Paulo aqui em CineBuzz.

Com muitos lançamentos vindo ainda em 2022, qual você está mais ansioso(a) para assistir? Vote no seu favorito!

  • "Morte Morte Morte" (Estreia em 06/10)
  • "Amsterdam" (Estreia em 06/10)
  • "Lobisomem na Noite" (Estreia em 07/10)
  • "Halloweens Ends" (Estreia em 13/10)
  • "Bem-Vindo à Vizinhança" (Estreia em 13/10
  • "A Escola do Bem e do Mal" (Estreia em 19/10)
  • "Adão Negro" (Estreia em 20/10)
  • "O Enfermeiro da Noite" (Estreia em 26/10)
  • "Depois do Universo" (Estreia em 27/10)
  • "Enola Holmes" (Estreia em 04/11)
  • "Pantera Negra: Wakanda Para Sempre" (Estreia em 10/11)
  • "Avatar: O Caminho da Água" (Estreia em 15/12)
  • "Bardo" (Estreia em 16/12)
  • "Glass Onion: Um Mistério Knives Out" (Estreia em 23/12)

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!