CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Música / NOVIDADE

Gabriel Leone relembra encontro entre Tina Turner e Ayrton Senna em homenagem

Ator, que viverá o piloto na série "Senna", da Netflix, gravou uma versão de "The Best", da cantora que faleceu no último dia 24 de maio

Henrique Nascimento | @hc_nascimento - Publicado em 26/05/2023, às 13h15

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Gabriel Leone relembra encontro entre Tina Turner e Ayrton Senna em homenagem - Reprodução
Gabriel Leone relembra encontro entre Tina Turner e Ayrton Senna em homenagem - Reprodução

Gabriel Leone, que viverá Ayrton Senna na série biográfica da Netflix sobre o piloto, foi convidado por Sarah Oliveira para homenagear Tina Turner no programa "Minha Canção - Especial Tina Turner", que vai ao ar nesta sexta-feira (26), a partir das 17h, na Rádio Eldorado. As informações são da Rolling Stone Brasil.

Para a homenagem, Leone escolheu a música "The Best", do álbum "Foreign Affair", de 1989, que Turner dedicou a Senna em sua vitória no GP da Austrália, em 1993. O encontro entre a diva e o cantor acabou inspirando o convite de Sarah ao ator:

"Eu tive a ideia de chamar o Gabriel pra encerrar o programa quando estava fazendo a pesquisa e vi a importância do Senna na vida da Tina. Ela era muito, muito fã dele, mesmo", afirmou. Assista à apresentação:

Segundo Sarah, o programa já estava sendo gravado quando a morte de Tina Turner foi anunciada na última quarta-feira (24). Como Leone não está no Brasil, a gravação foi feita à distância: "Se Gabriel estivesse no Brasil, iria no estúdio gravar comigo. Mas como ele está fora, ele tirou a canção e me mandou", esclareceu a apresentadora.

Tina Turner morre aos 83 anos

Tina Turner, uma das vozes mais lendárias da música internacional, morreu aos 83 anos. Considerada a Rainha do Rock’n Roll, a artista estava doente há algum tempo e faleceu em sua casa, em Küsnacht, próximo a Zurique, na Suíca.

"Com a sua morte, o mundo perde uma lenda da música e um exemplo de mulher", declarou Bernard Doherty, porta-voz da artista, em comunicado ao site.

Nascida Anna Mae Bullock, em 26 de novembro de 1939, a artista ficou famosa ao formar, junto com o seu  então marido, Ike Turner, o duo Ike & Tina Turner, na década de 1960. Porém, após anos de abusos físicos e emocionais, Tina se separou de Ike e partiu em carreira solo, criando alguns dos maiores sucessos da música até hoje, como "What's Love Got to Do with It", "Private Dancer", "Proud Mary" e "We Don't Need Another Hero".

Essa última foi feita para a trilha sonora de "Mad Max: Além da Cúpula do Trovão", longa de 1985, em que Tina interpretou a vilã da história estrelada por Mel GibsonAunty Entity. Na época, em uma entrevista à revista Time Out, George Miller, diretor da produção, afirmou que ela era uma "pessoa positiva" e, por isso, havia sido escolhida para o papel.

Ainda de acordo com o cineasta, Aunty Entity era uma "sobrevivente" que, desde então, ganhou "muito poder" e tinha "carisma", características que se assemelhavam a Tina e sua história de vida. Ela superou atrizes como Jane Fonda, de "Grace & Frankie", e Lindsay Wagner, de "A Mulher Biônica", para conseguir o papel.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!