CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz

Ryan Murphy diz ter contatado familiares e amigos das vítimas de Dahmer: "Ninguém nos respondeu"

O criador da série da Netflix disse que ficaria feliz em pagar por um memorial às vítimas do serial killer

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 28/10/2022, às 11h47

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ryan Murphy diz ter contatado familiares e amigos das vítimas de Dahmer: "Ninguém nos respondeu" - Divulgação/Netflix/Getty Images: Dimitrios Kambouris
Ryan Murphy diz ter contatado familiares e amigos das vítimas de Dahmer: "Ninguém nos respondeu" - Divulgação/Netflix/Getty Images: Dimitrios Kambouris

Ryan Murphy, o criador de "Dahmer: O Canibal Americano", disse que ele e sua equipe contataram 20 famílias e amigos das vítimas durante os três anos e meio necessários para preparar a série da Netflix.

É algo que pesquisamos há muito tempo”, disse Murphy em um evento para o show no DGA Theatre em Los Angeles na quinta-feira (27). “E nós, ao longo dos três, três anos e meio em que estávamos realmente escrevendo, trabalhando nisso, chegamos a 20, cerca de 20 das famílias e amigos das vítimas tentando obter informações, tentando conversar com as pessoas e nem uma única pessoa nos respondeu nesse processo. Então, confiamos muito, muito fortemente em nosso incrível grupo de pesquisadores que... eu nem sei como eles encontraram muitas dessas coisas. Mas foi um esforço de noite e dia para tentar descobrir a verdade dessas pessoas.

A série recebeu críticas das famílias das vítimas, algumas das quais acusaram a gigante do streaming e a equipe de produção de não entrar em contato com elas. Rita Isbell, irmã de Errol Lindsey, assassinado por Dahmer aos 19 anos, criticou a Netflix por lucrar com a trágica história.

Shirley Hughes, mãe de Tony Hughes que teve um relacionamento com Dahmer antes de ele ser assassinado, disse que a série dramatizou a história de seu filho. Mas Murphy e Paris Barclay, que dirigiram os episódios 6 e 10, disseram que o programa era sobre fazer as vítimas serem mais do que uma estatística.

Algo que conversamos muito durante a produção é que não estávamos muito interessados ​​em Jeffrey Dahmer, a pessoa, mas o que fez dele o monstro que ele se tornou”, explicou Murphy. “Conversamos muito sobre isso… e falávamos sobre isso o tempo todo. É realmente sobre privilégio branco. É sobre racismo sistêmico. É sobre homofobia.”, concluiu.

Nós realmente queremos que seja sobre celebrar essas vítimas”, acrescentou Barclay. “Quando Tony escreve ‘eu não vou desaparecer’ no último cartão, é disso que trata esse programa. Trata-se de garantir que essas pessoas não sejam apagadas pela história e que tenham um lugar e que sejam reconhecidas e que tenham sido importantes e que tenham vivido uma vida plena. E eles vieram de todos os tipos de lugares diferentes, mas eram pessoas reais.”, afirmou.

SOBRE "DAHMER: O CANIBAL AMERICANO"

Estrelada por Evan Peters, o ator interpreta o assassino em série, Jeffrey Dahmer, que entre os anos de 1978 e 1991, assassinou 17 homens e garotos. 

Contendo 10 episódios, a produção irá analisa os terríveis crimes cometidos pelo serial killer e os problemas sistêmicos que permitiram que um dos maiores assassinos em série dos Estados Unidos continuasse agindo com total impunidade ao longo de mais de uma década. Chocando o país pelos métodos cruéis e brutais que utilizava contra suas vítimas.

"Dahmer: O Canibal Americano" conta ainda com Richard Jenkins ("Six Feet Under") e Penelope Ann Miller ("Os Mensageiros")  interpretando, respectivamente, o pai e a mãe de Jeffrey Dahmer. Ryan Murphy ("American Horror Story") e Ian Brennan ("The Politician") são os cocriadores do projeto. 

Considerado um dos queridinhos de Ryan Murphy, a minissérie é o terceiro projeto em que o produtore Peters trabalham juntos, tendo anteriormente se encontrado em "American Horror Story" – onde participou de inúmeras temporadas – e 'Pose".

Depois de "Mulher-Hulk: Defensora de Heróis", ara qual lançamento da Marvel você está mais ansioso?

  • "Pantera Negra: Wakanda Para Sempre": 10 de novembro de 2022 nos cinemas
  • "Guardiões da Galáxia: Especial de Natal" (Dezembro no Disney+)
  • "What If...?" - 2ª Temporada: Início de 2023 no Disney+
  • "Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania": 16 de fevereiro de 2023 nos cinemas
  • "Invasão Secreta": Entre março e junho de 2023 no Disney+
  • Guardiões da Galáxia: Volume 3": 4 de maio de 2023 nos cinemas
  • "Echo": Entre junho e agosto de 2023 no Disney+
  • "As Marvels" (16 de fevereiro de 2023 nos cinemas)
  • "Loki" - 2ª Temporada: Entre junho e agosto de 2023 no Disney+
  • "Blade": 2 de novembro de 2023 nos cinemas
  • "Ironheart": Entre setembro e novembro de 2023 no Disney+
  • "Agatha: Coven of Chaos": Fim de 2023/Início de 2024 no Disney+
  • "Daredevil: Born Again": Entre março e junho de 2024 no Disney+
  • "Capitão América: Nova Ordem Mundial": 2 de maio de 2024 nos cinemas
  • "Thunderbolts": 25 de julho de 2024 nos cinemas
  • "Quarteto Fantástico": 7 de novembro de 2024 nos cinemas
  • "Vingadores: A Dinastia Kang": 1º de maio de 2025 nos cinemas
  • "Vingadores: Guerras Secretas": 6 de novembro de 2025 nos cinemas

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!