CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
#CineBuzzJáViu / CRÍTICA

Eficiente, “Goodnight Mommy” se distancia do terror do original para assumir abordagem dramática | #CineBuzzIndica

Remake norte-americano do austríaco "Boa Noite, Mamãe" chega ao catálogo do Prime Video nesta sexta (16)

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 15/09/2022, às 16h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Eficiente, “Goodnight Mommy” se distancia do terror do original para assumir abordagem dramática - Divulgação/Amazon Studios
Eficiente, “Goodnight Mommy” se distancia do terror do original para assumir abordagem dramática - Divulgação/Amazon Studios

Um crítico precisa ser sincero acima de tudo, por isso, confesso que pensei duas vezes antes de assistir ao remake norte-americano do austríaco “Boa Noite, Mamãe”, lançado em 2014 e muito elogiado pelo público e pela crítica. Já eu não sou fã do original, um filme de terror que apela para o exploitation em seu terço final e que se apega demais a uma revelação óbvia.

No entanto, deixando de lado o papo chato e batido do “remake para os gringos que não sabem ler legenda” e partindo para analisar o filme a partir do que ele é, confesso que “Goodnight Mommy” - isso mesmo, a nova versão chega ao catálogo do Amazon Prime Video a partir desta sexta-feira (16) com seu título original - me surpreendeu positivamente.

Estrelado por Naomi Watts, que também assina como produtora executiva, “Goodnight Mommy” conta com o envolvimento dos diretores do original, Severin Fiala e Veronika Franz, também na função de produtores executivos. Ou seja, se o filme é mero caça-níquel hollywoodiano, pelo menos, os donos da história estão envolvidos.

O longa de 2022 parte do mesmo princípio da trama de 2014: Dois irmãos gêmeos, interpretados por Cameron e Nicholas Crovetti, reveem a mãe após algum tempo distantes. Entretanto, eles passam a duvidar que aquela mulher com o rosto coberto por bandagens seja realmente a mãe deles.

Algo que me incomoda muito no “Boa Noite, Mamãe” austríaco é como o terror surge de maneira abrupta e banal: os filhos literalmente torturam a mãe de maneira sádica, é como se a história parasse para que o choque acontecesse. Nesta nova versão, o diretor Matt Sobel opta por uma abordagem mais dramática que, por vezes, flerta com o suspense, mas que não chega a ter o mesmo toque de terror do original.

Outra diferença crucial é como aqui a figura da mãe surge menos misteriosa do que na versão austríaca, o que pode ser justificado também pela sociedade norte-americana ser bem mais conservadora. Naomi Watts toma as rédeas de muitas das situações, enquanto no filme austríaco a personagem vivida pela atriz Susanne Wuest é mais silenciosa, cautelosa, diria até sombria. Acompanhamos aquela trama muito mais pelo olhar dos meninos, enquanto a versão norte-americana se preocupa em dar à personagem de Watts mais autonomia e presença de tela.

Além disso, a própria estética deste se aproxima mais do que seria uma história que se passa em uma casa isolada nos Estados Unidos da América. Enquanto no filme austríaco a fotografia era mais clean e explorava o espaço lá fora, aqui, o trabalho assinado por Alexander Dynan (de “First Reformed e “O Contador de Cartas”) é mais dark, justificando o fato de que Sobel não precisa recorrer ao terror das imagens, se fazendo valer do clima de suspense já impulsionado pela fotografia escurecida.

Ao investir no drama, Sobel evita fazer de "Goodnight Mommy" uma cópia frame a frame, o que é bastante gratificante para o espectador, que será surpreendido por algumas decisões tomadas. Se a revelação final não surpreende aos que já assistiram ao outro filme, ao menos mostra como ter se afastado do terror do original foi uma escolha bastante acertada. Se não justifica a existência deste remake, pelo menos encerra o filme oferecendo uma outra abordagem ao espectador.


Com muitos lançamentos vindo ainda em 2022, qual você está mais ansioso(a) para assistir? Vote no seu favorito!

  • "A Orfã 2: A Origem" (Estreia em 15/09)
  • "Não Se Preocupe, Querida" (Estreia em 22/09)
  • "A Mulher Rei" (Estreia em 22/09)
  • "Blonde" (Estreia em 23/09)
  • "Morte Morte Morte" (Estreia em 06/10)
  • "Halloweens Ends" (Estreia em 14/10)
  • "Adão Negro" (Estreia em 20/10)
  • "Amsterdã" (Estreia em 04/11)
  • "Pantera Negra: Wakanda Para Sempre" (Estreia em 10/11)
  • "The Fabelmans" (Estreia em 23/11)
  • "Avatar: O Caminho da Água" (Estreia em 18/12)
  • "Glass Onion: Um Mistério Knives Out" (Estreia em 23/12)

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!