CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Cinema / NOVIDADE

Cannes defende exibição de filme com Johnny Depp: "É o sistema de justiça"

Diretor do festival também falou sobre a polêmica envolvendo Maïwenn, diretora e protagonista de "Jeanne du Barry"

Rafaela Paiva | @rafaelapaiiva Publicado em 21/04/2023, às 10h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Cannes defende exibição de filme com Johnny Depp: "É o sistema de justiça" - Divulgação
Cannes defende exibição de filme com Johnny Depp: "É o sistema de justiça" - Divulgação

"Jeanne du Barry", filme estrelado por Johnny Depp, foi escolhido para abrir o Festival de Cannes, que acontece entre os dias 16 e 27 de maio. Porém, o longa acabou sendo vinculado à polêmica batalha judicial que o ator enfrentou contra a sua ex-esposa, Amber Heard, no último ano. No entanto, Thierry Fremaux, diretor do festival, saiu em defesa de Depp e afirmou que a escolha não foi uma decisão controversa. 

"Se Johnny Depp tivesse sido proibido de trabalhar, teria sido diferente, mas não é o caso. Só sabemos de uma coisa, é o sistema de justiça e acho que ele ganhou o processo legal", afirmou em entrevista à Variety. 

Diretora é acusada de agressão

E a polêmica envolvendo Johnny não é a única relacionada ao filme. À Variety, Fremaux também falou sobre a denúncia de agressão contra a diretora e protagonista do longa, Maïwenn, feita por Edwy Plenel, editor-chefe da revista francesa Mediapart. Segundo Thierry, o episódio não afetaria a participação do filme em Cannes.

Na denúncia em questão, o editor afirma que foi agredido por Maïwenn no final de fevereiro, enquanto estava em um restaurante em Paris. De acordo com a AFP, que teve acesso à denúncia policial, a diretora foi até a mesa dele e o agarrou pelos cabelos antes de cuspir em seu rosto. Sem dizer uma palavra, ela saiu "furiosa" do restaurante, deixando Edwy "traumatizado pelo incidente".

Vale lembrar que a revista chefiada por Plenel liderou o movimento #MeToo na França. Em 2018, inclusive, diversas reportagens sobre o ex-marido de Maïwenn, Luc Besson, foram publicadas. Também diretor, Luc foi acusado por várias mulheres por "atitudes impróprias e agressões sexuais". 

Maïwenn, que já se manifestou publicamente contra o movimento #MeToo, escalou Depp para o papel em “Jeanne du Barry” quando ele ainda estava no meio da batalha legal contra Amber Heard.

Marcando o retor do ator aos cinemas após sua vitória no julgamento, a produção é baseada na história real da última amante de Rei Luís XV na Corte de Versalhes. No longa, o astro de Piratas no Caribe vive o próprio Luís XV, monarca conhecido pelas inúmeras amantes e seus escândalos.

Leia a matéria original publicada por Hollywood Forever TV, parceiro de CineBuzz, clicando aqui.


Para qual lançamento de 2023 você está mais ansioso? Vote em seu filme favorito!

  • "A Morte do Demônio: A Ascensão" (20 de abril)
  • "Guardiões da Galáxia: Volume 3" (4 de maio)
  • "Renfield: Dando Sangue Pelo Chefe" (4 de maio)
  • "Velozes & Furiosos 10" (18 de maio)
  • "A Pequena Sereia" (25 de maio)
  • "Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" (1º de junho)
  • "Transformers 7: O Despertar das Feras" (8 de junho)
  • "Elementos" (15 de junho)
  • "The Flash" (15 de junho)
  • "Indiana Jones e o Chamado do Destino" (29 de junho)
  • "Missão Impossível: Acerto de Contas - Parte 1" (13 de julho)
  • "Barbie" (20 de julho)
  • "Oppenheimer" (20 de julho)
  • "Besouro Azul" (17 de agosto)
  • "As Marvels" (10 de novembro)
  • "Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes" (16 de novembro)
  • "Aquaman e o Reino Perdido" (21 de dezembro)

Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!