CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz

Em 2016, Rita Lee escreveu sobre a própria morte: "Cantando para Deus"

Cantora imaginou o que aconteceria após sua morte em autobiografia lançada em 2016

Rafaela Paiva | @rafaelapaiiva (Colaboração de Hollywood Forever TV com CineBuzz) Publicado em 09/05/2023, às 13h15

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Em 2016, Rita Lee escreveu sobre a própria morte: "Cantando para Deus" - Reprodução/Instagram/Globo Livros
Em 2016, Rita Lee escreveu sobre a própria morte: "Cantando para Deus" - Reprodução/Instagram/Globo Livros

Rita Lee, uma das maiores cantoras e compositoras da história da música brasileira, morreu na noite da última segunda-feira (8), aos 75 anos, em São Paulo. Diagnosticada com câncer de pulmão em 2021, a artista vinha tratando a doença desde então.

Dona de uma personalidade única, a cantora lançou "Rita Lee: Uma Autobiografia", em 2016, com memórias de sua vida. Na obra, Rita incluiu um texto intitulado "Profecia", no qual a artista narrava o que aconteceria após a sua morte.

"Posso imaginar as palavras de carinho de quem me detesta. Algumas rádios tocarão minhas músicas sem cobrar jabá, colegas dirão que farei falta no mundo, quem sabe até deem meu nome para uma rua sem saída", descreveu a artista.

"Nenhum político se atreverá a comparecer ao meu velório, uma vez que nunca compareci ao palanque de nenhum deles e me levantaria do caixão para vaiá-los", ainda dizia Rita no texto. Leia na íntegra a seguir:

Em 2016, Rita Lee escreveu sobre a própria morte em sua autobiografia (Foto: Reprodução)
Caption

A informação sobre a morte de Rita Lee foi confirmada pela família da artista através de um comunicado nas redes sociais.

"Comunicamos o falecimento de Rita Lee, em sua residência, em São Paulo, capital, no fim da noite de ontem, cercada de todo o amor de sua família, como sempre desejou", diz o texto.

A família ainda informou que o velório da cantora acontecerá entre 10h e 17h da quarta-feira, dia 10 de maio, no Planetário do Parque Ibirapuera, em São Paulo, e será aberto ao público, que poderá se despedir da artista.

"De acordo com a vontade de Rita, seu corpo será cremado. A cerimônia será particular", continua o comunicado. "Nesse momento de profunda tristeza,m a família agradece o carinho e o amor de todos."

Leia a matéria original publicada por Hollywood Forever TV, parceiro de CineBuzz, clicando aqui.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!