CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Curiosidades / EITA!

Mesmo após sucesso, Bette Davis não conseguiu finalizar 2º filme com Joan Crawford

Bette Davis, que faria 115 anos caso estivesse viva, e Joan Crawford fizeram sucesso com "O Que Terá Acontecido a Baby Jane?", mas segunda parceria não deu nada certo

Rafaela Bertolini | @rafaelabertolini_ (Colaboração de CineBuzz com o Hollywood Forever TV) Publicado em 05/04/2023, às 13h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Mesmo após sucesso, Bette Davis, que faria 115 anos caso estivesse viva, não conseguiu finalizar segundo filme com Joan Crawford - Reprodução
Mesmo após sucesso, Bette Davis, que faria 115 anos caso estivesse viva, não conseguiu finalizar segundo filme com Joan Crawford - Reprodução

Caso estivesse viva, Bette Davis completaria 115 anos nesta quinta-feira (5). Um dos destaques da extensa carreira da atriz foi "O Que Terá Acontecido a Baby Jane?", longa de 1962, em que contracenou ao lado de Joan Crawford. Porém, apesar do sucesso, a produção acabou solidificando uma grande inimizade entre as atrizes, o que impediu que elas finalizassem um segundo filme juntas. Relembre a história a seguir!

O que terá acontecido a Bette e Joan?

Enquanto Bette Davis brilhava nos palcos de teatro, Joan Crawford seguia como uma das maiores estrelas do cinema. Porém, como muitos sabem, a idade avançada sempre foi muito cruel para as mulheres em Hollywood e tanto Bette quanto Joan sofreram com a falta de oportunidades conforme envelheciam.

Foi assim que"O Que Terá Acontecido a Baby Jane?" surgiu. As duas atrizes, que nunca se deram muito bem e deixavam isso explícito para o público, decidiram se juntar para impulsionar suas carreiras, dando início ao projeto de adaptação do livro homônimo de Henry Farrell.

Bette Davis e Joan Crawford: a segunda colaboração não finalizada das atrizes
Mesmo após sucesso de "O Que Terá Acontecido a Baby Jane?", Bette Davis não conseguiu finalizar 2º filme com Joan Crawford (Foto: Reprodução)

Mesmo após uma produção difícil, em que as atrizes constantemente brigavam e disputavam por seu lugar de destaque, "Baby Jane" foi concluído e lançado ao público. Financeiramente, o longa cobriu o seu custo em apenas 11 dias em cartaz e chegou a ser indicado ao Oscar, em 1963.

Mas você sabia que, apesar dos problemas nos bastidores, a Warner Bros. tentou fazer mais um filme com a dupla de atrizes? Segundo o site Bustle, Jack Warner, executivo que fundou a Warner Bros., suplicou para que o diretor Robert Aldrich criasse muita tensão entre as atrizes, visando melhorar suas performances e criar publicidade ao filme, que receberia o título de "Com a Maldade na Alma" ("Hush... Hush, Sweet Charlotte", no original).

Inicialmente, Joan Crawford foi relutante em aceitar o papel, mas acabou cedendo quando pediu que seu nome tivesse mais destaque na divulgação do filme. Ela também pediu para a alteração do título, já que antes o longa seria chamado "O Que Terá Acontecido a Prima Charlotte?", levando o público a acreditar que seria uma continuação de "Baby Jane". Bette Davis também teve suas próprias exigências: ela pediu por um salário igual ao do diretor e, portanto, maior do que o de sua co-protagonista.

Porém, as coisas não deram tão certo quanto em "Baby Jane". Quando Joan Crawford se sentiu ameaçada e eclipsada pela performance de Davis no filme, a atriz fingiu estar doente para se ausentar das gravações. No livro "Whatever Happened to Robert Aldrich?" ("O Que Terá Acontecido a Robert Aldrich?", em tradução livre), os autores Alain Silver e James Ursini disseram:

Supostamente, Crawford ainda estava enfurecida com Davis por sua atitude em Baby Jane e não queria ser ofuscada novamente, como a indicação de Davis de Melhor Atriz lhe convencia. Crawford trabalhou somente quatro dias em todo o mês de julho. Porque ela contou aos outros que estava se sentindo doente para sair completamente do filme, Aldrich [o diretor] foi colocado em uma posição ainda pior... Ele contratou um detetive particular para gravar os movimentos de Crawford."

A história terminou com a companhia de produção pedindo pela saída imediata de Joan do elenco ou o filme seria cancelado. Assim, a grande atriz foi substituida por Olivia de Havilland, que era amiga de Bette. Desde então, Joan e Bette jamais trabalharam juntas em outras produções.

Leia a matéria original em Hollywood Forever TV, parceiro de CineBuzz, clicando aqui.

Para qual lançamento de 2023 você está mais ansioso? Vote em seu filme favorito!

  • "John Wick 4: Baba Yaga" (23 de março)
  • "O Urso do Pó Branco" (30 de março)
  • "Super Mario Bros. O Filme" (6 de abril)
  • "Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes" (13 de abril)
  • "Guardiões da Galáxia: Volume 3" (4 de maio)
  • "Renfield: Dando Sangue Pelo Chefe" (4 de maio)
  • "Velozes & Furiosos 10" (18 de maio)
  • "A Pequena Sereia" (25 de maio)
  • "Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" (1º de junho)
  • "Transformers 7: O Despertar das Feras" (8 de junho)
  • "The Flash" (16 de junho)
  • "Indiana Jones e o Chamado do Destino" (29 de junho)
  • "Missão Impossível: Acerto de Contas - Parte 1" (13 de julho)
  • "Barbie" (20 de julho)
  • "Oppenheimer" (20 de julho)
  • "Besouro Azul" (17 de agosto)
  • "As Marvels" (10 de novembro)
  • "Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes" (16 de novembro)
  • "Aquaman e o Reino Perdido" (21 de dezembro)

Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!