CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Famosos / EITA!

Michael J. Fox relata abuso de drogas e álcool para lidar com diagnóstico de Parkinson

O intérprete de McFly foi inicialmente diagnosticado com o distúrbio degenerativo no início dos anos 90

ANGELO CORDEIRO | @ANGELOCINEFILO Publicado em 23/01/2023, às 13h57

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Michael J. Fox relata abuso de drogas e álcool para lidar com diagnóstico de Parkinson - Divulgação/Getty Images: Matt Winkelmeyer
Michael J. Fox relata abuso de drogas e álcool para lidar com diagnóstico de Parkinson - Divulgação/Getty Images: Matt Winkelmeyer

O ator Michael J. Fox, astro da franquia "De Volta para o Futuro", revelou que abusou do uso de drogas e álcool para lidar com o diagnóstico de Parkinson.

O intérprete de McFly foi inicialmente diagnosticado com o distúrbio degenerativo no início dos anos 90, embora não o tenha revelado publicamente até 1998.

A vida do astro é tema do novo documentário "Still: A Michael J. Fox Movie", que estreou no Festival de Cinema de Sundance e mostra o ator falando sobre seu diagnóstico.

No filme, J. Fox lembrou que tomava pílulas de dopamina “como se fossem doces de Halloween” para evitar os primeiros sintomas da doença e sempre segurava algo quando no set para esconder seus tremores.

Valor terapêutico, conforto – nenhum desses foi o motivo pelo qual tomei essas pílulas”, disse ele (via USA Today). “Só havia um motivo: me esconder. Tornei-me um virtuoso em manipular a ingestão de drogas para atingir o pico exatamente na hora e nos lugares certos.

Relembrando o pavor de seu prognóstico, J. Fox revelou que passou a beber: "Não sabia o que estava acontecendo. Eu não sabia o que estava por vir. E daí se eu pudesse tomar apenas quatro taças de vinho e talvez uma dose?". “Eu era definitivamente um alcoólatra”, acrescentou.

Ele admitiu o apoio da esposa e dos filhos para se manter sóbrio, dizendo: "Por mais baixo que o álcool tenha me levado, a abstinência me deixava ainda mais baixo. Eu não podia mais escapar de mim mesmo."

Você não pode fingir em casa que não tem Parkinson porque está lá com ele. Se estou no mundo, estou lidando com outras pessoas e elas não sabem que tenho isso”, contou.

Para mim, a pior coisa é a restrição. O pior é estar confinado e não ter saída”, acrescenta, admitindo que nos primeiros dias pensava: "Não há saída para isto".

Em outubro do ano passado, J. Fox revelou que estava se recuperando de uma série de ossos quebrados.

Tem sido uma luta, mas estou feliz. Digo isso porque espero que, em algum nível, as pessoas possam encontrar a felicidade apesar do que estão passando”, disse ele à People.


Para qual lançamento de 2023 você está mais ansioso? Vote em seu filme favorito!

  • "Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania" (16 de fevereiro)
  • "A Baleia" (23 de fevereiro)
  • "Pânico VI" (9 de março)
  • "Shazam! Fúria dos Deuses" (16 de março)
  • "John Wick 4: Baba Yaga" (23 de março)
  • "Super Mario Bros. O Filme" (30 de março)
  • "Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes" (13 de abril)
  • "Guardiões da Galáxia: Volume 3" (4 de maio)
  • "Velozes & Furiosos 10" (18 de maio)
  • "A Pequena Sereia" (25 de maio)
  • "Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" (1º de junho)
  • "The Flash" (16 de junho)
  • "Indiana Jones e o Chamado do Destino" (29 de junho)
  • "Missão Impossível: Acerto de Contas - Parte 1" (13 de julho)
  • "Barbie" (20 de julho)
  • "Oppenheimer" (20 de julho)
  • "Besouro Azul" (17 de agosto)
  • "As Marvels" (27 de julho)
  • "Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes" (16 de novembro)
  • "Aquaman e o Reino Perdido" (21 de dezembro)

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!