CineBuzz
Famosos / TRANSPARENTE

'Não queria um filme de drogas e sexo, mas todo mundo sabe que eu tive um monte disso', diz Elton John sobre 'Rocketman'

A cinebiografia sobre o cantor estreia dia 30 de maio nos cinemas brasileiros

Redação Digital Publicado em 28/05/2019, às 16h27 - Atualizado às 16h32

'Rocketman' - Divulgação/Paramount Pictures
'Rocketman' - Divulgação/Paramount Pictures

Elton John acredita que Rocketman, filme que conta sua história, não poderia ser reproduzido sem mostrar seu passado de "sexo, drogas e rock'n roll". De acordo com a EW, em artigo publicado no The Guardian, o cantor falou sobre isso. 

"Alguns estúdios queriam suavizar as cenas de sexo e drogas para que o filme recebesse uma classificação PG-13 (classificação indicativa de 13 anos), mas eu não levei uma vida com essa classificação", disse.

"Eu não queria um filme cheio de drogas e sexo, mas todo mundo sabe que eu tive um monte disso durante os anos 70 e 80, então não parecia haver muito sentido em fazer um filme que barrasse isso", explicou. Depois de cada show, eu calmamente voltava para o meu quarto de hotel com apenas um copo de leite morno e a Bíblia de Gideon como companhia", relatou.

Um relatório publicado em março, dizia que os executivos da Paramount Pictures "forçaram" os cineatas da produção a cortar uma cena de nudez entre Taron Egerton (Elton John) e Richard Madden (John Reid).

Mas Dexter Fletcher, diretor do filme, prometeu que a cinebiografia “tem e sempre será a fantasia musical sem barreiras que a Paramount e os produtores apoiam e acreditam apaixonadamente”. Madden chegou a dizer ao site que cortar essa cenas íntimas seria um desserviço para a produção.

Ainda no artigo, Elton John chegou a comparar o roteiro de Rocketman a Tantrums e Tiaras, documentário sobre o cantor feito por David Furnish, seu marido. "Muitas pessoas me disseram que eu era louco para permitir que o documentário fosse lançado, mas eu adorei, porque era verdade", disse.

"Há momentos - e momentos no filme - em que sou completamente repugnante e horrível, mas, no pior dos casos, eu era repugnante e horrível, e não há razão para fingir o contrário"

+ Richard Madden acredita que censurar cenas de sexo gay em 'Rocketman' seria um desserviço

Rocketman estreia dia 30 de maio nos cinemas.