CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Streaming / ADEUS!

Disney vai vender sua plataforma de streaming, afirmam funcionários

Apesar da estabilidade no mercado, CEO da Disney estaria analisando a venda do serviço de streaming. Confira!

Paulo Marinho | @_senhormarinho - Publicado em 14/08/2023, às 11h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Bob Iger, CEO da Disney (Getty Images/Hulu). - Getty Images/Hulu
Bob Iger, CEO da Disney (Getty Images/Hulu). - Getty Images/Hulu

O CEO da Disney, Bob Iger, trouxe mudanças significativas para a empresa. Recentemente, Iger comentou sobre os planos do estúdio para lançar seus filmes com atraso no Disney+, agora, funcionários do Hulu, serviço de streaming disponível nos Estados Unidos e controlado pela multinacional, afirmam que o próximo passo do empresário seria vender a plataforma.

Apesar de programas como “O Urso” e “Only Murders in the Building” serem sucessos de transmissão, outros seriados não estão conseguindo gerar o mesmo impacto e nem mesmo trazer novos assinantes para o serviço. Em uma entrevista à CNBC, o CEO da empresa do Mickey demonstrou estar preocupado com os conteúdos da plataforma, comentário que não teria sido bem recebido por colaboradores da empresa.

Ao Financial Times, um funcionário revelou que o Hulu poderia dar bons resultados graças às milhões de assinaturas pelo globo, e que não consegue entender a lógica por trás dos planos de Bob Iger.

O Hulu foi absorvido dentro do objeto de força contundente da Disney. É difícil entender que você não precisa de um serviço lucrativo com 50 milhões de assinaturas no mundo de hoje

Em março deste ano, o aplicativo comemorou 15 anos desde seu lançamento, e apesar de ser um grande marco para um serviço de streaming, vem enfrentando barreiras no processo criativo por ter nascido sob o controle de diferentes estúdios como Warner Brothers, Disney, Comcast e Fox.

Com o passar do tempo, o serviço entrou em uma zona neutra, afinal, todas as empresas lançaram os seus próprios aplicativos, fazendo com que a Disney se tornasse proprietária majoritária após a compra da 20th Century Fox, enquanto a companhia focava em sua principal aposta, o Disney+.

Caso a empresa não consiga realizar transferência da porcentagem do streaming para outro comprador até 2024, pode ser obrigada, conforme o contrato, a comprar os 33% restantes que pertencem à Comcast.

Para qual lançamento de 2023 você está mais ansioso? Vote em seu filme favorito!

  • "Super Mario Bros. O Filme" (6 de abril)
  • "Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes" (13 de abril)
  • "Guardiões da Galáxia: Volume 3" (4 de maio)
  • "Renfield: Dando Sangue Pelo Chefe" (4 de maio)
  • "Velozes & Furiosos 10" (18 de maio)
  • "A Pequena Sereia" (25 de maio)
  • "Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" (1º de junho)
  • "Transformers 7: O Despertar das Feras" (8 de junho)
  • "The Flash" (16 de junho)
  • "Indiana Jones e o Chamado do Destino" (29 de junho)
  • "Missão Impossível: Acerto de Contas - Parte 1" (13 de julho)
  • "Barbie" (20 de julho)
  • "Oppenheimer" (20 de julho)
  • "Besouro Azul" (17 de agosto)
  • "As Marvels" (10 de novembro)
  • "Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes" (16 de novembro)
  • "Aquaman e o Reino Perdido" (21 de dezembro)

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!