CineBuzz
TV e Séries / TV / Polêmica

Ruby Rose denuncia morte de dublês, abusos e ameaças nos bastidores da série "Batwoman"

Atriz deixou o posto de protagonista da série da CW após uma temporada

Redação Publicado em 20/10/2021, às 10h01

Atriz denunciou posturas abusivas da equipe da série "Batwoman" - (Divulgação/CW)
Atriz denunciou posturas abusivas da equipe da série "Batwoman" - (Divulgação/CW)

Ruby Rose surpreendeu o público ao deixar o papel de protagonista de “Batwoman” após o fim da primeira temporada da série e na madrugada desta quarta-feira (20), a atriz decidiu revelar os motivos que causaram sua saída da projeto da CW. Através de sua conta no Instagram, a artista denunciou uma série de situações que aconteceram nos bastidores das gravações.

Em seu relato, Ruby cita o nome dos principais executivos do seriado e da emissora CW, incluindo a showrunner Caroline Dries, o ex-presidente da Warner Bros TV Peter Roth, e os produtores Greg Berlanti (chefe do “Arrowverso”) e Sarah Schechter. Ela revelou que acidentes graves ocorreram durante as filmagens por negligência da própria produção, relatou péssimas condições de trabalho e ameaças que sofreu por parte da equipe.

Segundo Rose, Roth não permitiu que ela tivesse o tratamento adequado após ter uma lesão no pescoço. A atriz relata que recebeu o aviso de que se não retornasse ao set dentro de 10 dias, todos os integrantes do elenco e da equipe seriam demitidos por culpa dela.

“Isso foi diagnosticado anos atrás no set, mas se eu fizesse um raio-x, ‘nós não terminaríamos o dia’. Eu comecei a documentar isso. Eu tenho documentos para fazer uma hora de documentário. Me diga o que você quer que eu compartilhe, o pescoço quebrado, as costelas quebradas ou tumor?”, escreveu ela, exibindo as imagens de exames.

“10 dias ou todo mundo seria demitido e eu decepcionaria todo mundo porque Peter Roth disse que não iria escalar outra pessoa e o estúdio perderia milhões (por me lesionar no set dele)”, acrescentou.

Ela conta que não foi a única a sofrer ferimentos durante as filmagens da série. “Um colega teve uma queimadura de terceiro grau por todo corpo e ninguém nos deu terapia por ver a pele dele cair, mas fui a única a enviar flores e cartões, e então tivemos que fazer uma cena de sexo sem nos darem dois minutos para processar isso. Nós perdemos dois dublês e eu cortei meu rosto tão perto do olho que quase fiquei cega”, afirmou.

De acordo com Ruby, o ator Dougray Scott foi o responsável por machucar uma dublê e mantinha postura abusiva com as mulheres da produção. Ela ainda revelou que a showrunner Dries, insistiu para que as filmagens de “Batwoman” continuasse normalmente no início da pandemia de COVID-19, mesmo enquanto outras séries da emissora, como “The Flash”, “Supergirl” e “Riverdale” tinham paralisado suas produções.

Por fim, Ruby Rose garantiu que nunca voltará para o elenco de “Batwoman”. “Então, meus amados fãs, parem de me perguntar se voltarei um dia para aquela série horrível. Eu não volto nem por qualquer quantia em dinheiro ou se colocarem uma arma na minha cabeça. Eu não me demiti. Eles destruíram Kate Kane e arruinaram a Batwoman, não fui eu. Se eu quisesse ficar, eu teria que abrir mão dos meus direitos. Ameaças, táticas de bullying ou chantagem não vão me parar”, afirmou.

Até o momento, nenhum dos nomes citados por Ruby Rose e da equipe da CW se pronunciou sobre o caso.