CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
TV e Séries / SE LIGA!

Tom Glynn-Carney, o Aegon II de "A Casa do Dragão", fala sobre as comparações de seu personagem com Joffrey

O ator disse em entrevista que seu personagem é muito mais complexo

FERNANDA AZEVEDO | @fenovello Publicado em 17/10/2022, às 18h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Tom Glynn-Carney, o Aegon II de "A Casa do Dragão", falou como seu personagem é mais complexo que Joffrey Baratheon - Reprodução: HBO
Tom Glynn-Carney, o Aegon II de "A Casa do Dragão", falou como seu personagem é mais complexo que Joffrey Baratheon - Reprodução: HBO

O ator Tom Glynn- Carney, que interpreta Aegon II em "A Casa do Dragão", falou recentemente sobre as comparações que seu personagem tem recebido com um vilão bem conhecido da franquia "Game of Thrones", Joffrey Baratheon (Jack Gleeson). Personagem que ficou conhecido como um dos mais odiados da série. 

O ator, em entrevista ao The Hollywood Reporter, admitiu que realmente há uma semelhança entre eles ao dizer que após ter sido escalado para interpretar Aegon II Targaryen – o filho mais velho do falecido Rei Viserys Targaryen (Paddy Considine) e Alicent Hightower (Olivia Cooke) –conversou com os produtores executivos Ryan Condal ("Colony") e Miguel Sapochnik ("Bios") sobrea semelhança deste com Joffrey Baratheon: “Ryan e Miguel disseram que se pudéssemos fazer alguma comparação com [os personagens de Thrones], ele seria o mais próximo de Joffrey”, disse.

No entanto, Glynn- Carney afirma que Aegon II é mais complexo. "Ele não é um psicopata por completo. Ele é muito mais complexo. Suas decisões são baseados na sua insegurança, confusão e raiva. Ele está amargamente confuso e mentalmente doente”, afirmou o ator ao explicar a incapacidade de Aegon II de pensar com prudência, diferente da fome sádica que Joffrey possuía por poder e crueldade.

O ator continuou explicando que a dependência de Aegon II por outras pessoas e álcool resultou em sua incapacidade de tomar decisões. “Por mais terrível que Aegon seja e de jogar contra qualquer forma de regra e disciplina, este ainda é bastante indefeso. Ele é tão dependente do álcool, que se tornou um homem confuso que não conhece a si mesmo, sendo incapaz de tomar decisões que o ajudem, já que durante toda a sua vida, ele confiou nas pessoas ao seu redor para ter certeza de que está fazendo a coisa certa.” Infelizmente, Glynn-Carney admitiu que, graças a isso, as “terríveis decisões” de Aegon afetarão a todos.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!