CineBuzz
Famosos / Especial

Das séries teen da Disney ao Emmy: Relembre a carreira de Zendaya

Atriz está completando 25 anos de vida nesta quinta-feira (1)

CAMILA GOMES | @CAMILAGMS Publicado em 01/09/2021, às 12h44

Atriz começou a carreira nas séries teen da Disney e hoje é vencedora do Emmy - Reprodução/Instagram
Atriz começou a carreira nas séries teen da Disney e hoje é vencedora do Emmy - Reprodução/Instagram

Zendaya cresceu como uma das estrelas teen da Disney após fazer sua estreia como atriz na série “No Ritmo” (2010) da emissora, passando por “Aminimigos” (2012), “Zapped” (2014) e “Agente K.C.” (2015), e rapidamente começou a colher os frutos de seu talento e dedicação. A artista, que está completando 25 anos de vida nesta quarta-feira (1), se tornou um dos nomes mais populares de Hollywood ao assumir o papel de MJ em “Homem-Aranha: De Volta ao Lar”, em 2017, como amiga e par romântico do herói Peter Parker, vivido por Tom Holland, e a partir deste ponto, sua notoriedade não parou de crescer.

A atriz reprisou o papel da mocinha sarcástica e sagaz em “Homem-Aranha: Longe de Casa” (2019) e voltará às telonas em dezembro para o terceiro capítulo da franquia, intitulado “Sem Volta Para Casa''. Nesse meio tempo, ela atuou na dublagem de animações como “Pé Pequeno”, “Pato Pato Ganso” e “Um Espião Animal”, além de fazer participações especiais nas séries "Black-ish" e "The OA”.

Atriz viveu trapezista de circo em "O Rei do Show" (Divulgação/20th Century Studios)


No entanto, Zendaya optou por seguir um caminho bem diferente, escolhendo interpretar personagens mais maduras. O primeiro indício disso foi seu trabalho como a trapezista Anne Wheeler no musical “O Rei do Show” (2017), em que contracenou com o ator Zac Efron. Mas foi quando assumiu o papel de Rue Bennett em “Euphoria”, série original da HBO, que sua carreira mudou completamente.

De ex-estrela teen da Disney, a atriz ganhou as telinhas dando vida a uma adolescente problema que acabou de deixar a clínica de reabilitação, mas que não tem a menor pretensão de ficar sóbria. A série ganhou destaque por retratar de forma realista e sem tabus a vida um grupo de estudantes do ensino médio lidando com conflitos comuns da idade, como sexo, drogas, busca pela identidade, traumas, comportamento nas redes sociais e amizade.

Zendaya vive Rue Bennett em "Euphoria" (Divulgação/HBO)

 

O resultado disto foi uma performance poderosa e catártica, que surpreendeu tanto o público e a crítica que colocou a artista na disputa pela estatueta do Emmy 2020, prêmio considerado o Oscar da TV. Zendaya concorreu na categoria de atuação em série dramática com grandes nomes do audiovisual, como as veteranas Olivia Colman, Sandra Oh, Jennifer Aniston, Laura Linney e Jodie Comer, mas foi ela que se tornou a atriz mais jovem a levar o troféu para casa.

Em janeiro, apesar de ter ficado de fora do circuito de premiações, a jovem arrancou mais uma chuva de elogios dos especialistas com seu desempenho no intimista “Malcolm e Marie”, criação de Sam Levinson (“Euphoria”) para a Netflix. O longa preto e branco retrata as conversas e os conflitos explosivos de um casal de estrelas em ascensão ambientado em apenas uma noite.

Zendaya contracena John David Washington em "Malcolm e Marie" (Divulgação/Netflix)

 

De volta aos blockbusters, a estrela compôs o time de dublagem de “Space Jam: Um Novo Legado”, dando voz a animada Lola Bunny, na aventura liderada pelo superastro do basquete LeBron James ao lado dos Looney Tunes. Fora da franquia de heróis da Marvel Studios, Zendaya retorna às telonas dos cinemas mais uma vez este ano, agora como a guerreira Shani na nova adaptação de “Duna”, dirigida por Dennis Villeneuve.

Zendaya será Shani na nova adaptação de "Duna" (Divulgação/Warner Bros.)

 

A personagem, que será o interesse amoroso do protagonista Paul Atreides, vivido por Timothée Chalamet, deve ganhar ainda mais destaque no segundo filme da saga baseada na obra de Frank Herbert, o que significa que Zendaya ainda brilhará por muito tempo em frente às câmeras.