CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Streaming / THE WALT DISNEY COMPANY

Filmes devem demorar mais tempo para chegar ao Disney+, diz CEO

Desde o lançamento do Disney+, empresa alterou o cronograma e teve seu lucros prejudicados

Paulo Marinho | @_senhormarinho - Publicado em 13/03/2023, às 11h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Desde a chegada do Disney+, empresa alterou o cronograma de lançamentos e prejudicou seu crescimento de lucros - Créditos: Reprodução
Desde a chegada do Disney+, empresa alterou o cronograma de lançamentos e prejudicou seu crescimento de lucros - Créditos: Reprodução

Pela primeira vez, em anos desde o lançamento de seu serviço de streaming, A Disney anunciou que “Avatar: O Caminho da Água” ficará disponível em plataformas de vídeo para compra e aluguel. A modalidade não era mais exclusiva, já que os filmes estavam sendo lançados ao mesmo tempo no Disney+.

Agora, a empresa do Mickey parece estar tentando reviver as temporadas de lucros no cinema antes da pandemia. Procurando uma balança entre aumentar a bilheteria, sem perder assinantes em suas plataformas de vídeo, a The Walt Disney Company anunciou suas intenções de alterar o cronograma de lançamento atual, e retornar para o método tradicional, em que janelas de exibição entre o cinema e a televisão era maior.

Durante uma conferência de tecnologia, Bob Iger explicou sobre a mudança. Segundo ele, a empresa compreendeu que ao lançar um conteúdo diretamente no streaming, os lucros perdem sua potência de crescimento, e que o lançamento direto nas plataformas não impactam no crescimento de assinantes.

Estamos analisando as janelas de filmes porque fomos muito agressivos em apoiar o negócio de streaming. Em alguns casos, fizemos muitos filmes apenas para streaming. Em alguns casos, fizemos filmes com janelas de exibição mais curtas. Em quase todos os casos, fizemos filmes que não tinham mais a janela de venda, cujo vídeo doméstico em um ponto, como o chamávamos, era extremamente lucrativo para nossa empresa. Então, estamos olhando para tudo isso.

Um outro assunto que se tornou polêmico nos tempos atuais, o licenciamento de produções para concorrentes também foi comentado por Iger. Ele afirmou que marcas como Disney, Marvel, Pixar e Star Wars continuarão exclusivas do Disney+, entretanto, 20th Century Studios, Searchlight Pictures, ABC e FX estarão em outras plataformas já conhecidas, e devem ajudar no aumento de lucros da companhia.

Para qual lançamento de 2023 você está mais ansioso? Vote em seu filme favorito!

  • "Shazam! Fúria dos Deuses" (16 de março)
  • "John Wick 4: Baba Yaga" (23 de março)
  • "O Urso do Pó Branco" (30 de março)
  • "Super Mario Bros. O Filme" (6 de abril)
  • "Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes" (13 de abril)
  • "Guardiões da Galáxia: Volume 3" (4 de maio)
  • "Renfield: Dando Sangue Pelo Chefe" (4 de maio)
  • "Velozes & Furiosos 10" (18 de maio)
  • "A Pequena Sereia" (25 de maio)
  • "Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" (1º de junho)
  • "Transformers 7: O Despertar das Feras" (8 de junho)
  • "The Flash" (16 de junho)
  • "Indiana Jones e o Chamado do Destino" (29 de junho)
  • "Missão Impossível: Acerto de Contas - Parte 1" (13 de julho)
  • "Barbie" (20 de julho)
  • "Oppenheimer" (20 de julho)
  • "Besouro Azul" (17 de agosto)
  • "As Marvels" (10 de novembro)
  • "Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes" (16 de novembro)
  • "Aquaman e o Reino Perdido" (21 de dezembro)

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!