CineBuzz
Busca
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
Cinema / RETROSPECTIVA 2022

"Morbius", "Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo" e mais destaques do cinema em 2022 | #RetrospectivaCineBuzz

Relembre os filmes que se destacaram nos cinemas em 2022 na retrospectiva do CineBuzz

Angelo Cordeiro, Fernanda Azevedo e Henrique Carvalho-Nascimento, da redação de CineBuzz Publicado em 30/12/2022, às 20h30 - Atualizado em 31/12/2022, às 20h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
"Morbius", "Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo" e mais destaques do cinema em 2022 - Divulgação/Sony Pictures/A24/20th Century Studios
"Morbius", "Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo" e mais destaques do cinema em 2022 - Divulgação/Sony Pictures/A24/20th Century Studios

Depois de dois anos incertos por causa da pandemia de coronavírus, 2022 marcou o ano em que os cinemas voltaram com tudo e, com eles, grandes e aguardados filmes também ocuparam as telonas, como "Avatar: O Caminho da Água", "Top Gun: Maverick", "Pantera Negra: Wakanda Para Sempre", "The Batman", "Marte Um" e muito mais.

Em nossa #RetrospectivaCineBuzz, nós separamos alguns destaques do cinema em 2022, como "Morbius", que pode até não ter tido muito sucesso comercial, mas se tornou um grande meme nas redes sociais; e "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo", produção da A24 com Michelle Yeoh ("O Tigre e o Dragão"), que pegou muita gente desprevenida. Relembre a seguir:  

Morbius

Você pode até não ter gostado de "Morbius", longa do Universo Homem-Aranha da Sony, mas a produção estrelada por Jared Leto foi um dos grandes destaques de 2022. É claro que isso aconteceu muito menos por sua história do que pelo grande meme que o filme acabou se tornando.

Algum tempo após a estreia de "Morbius" nos cinemas, internautas começaram a viralizar a frase "It's Morbin Time" como se fosse uma espécia de "grito de guerra" dito pelo anti-herói para se transformar no vampiro.

A repercussão foi tão grande que a Sony até usou a frase para divulgar um retorno do filme às telonas, mas a popularidade de "Morbius" não saiu da internet e, pela segunda vez no ano, o longa flopou em bilheteria.

The Batman

No passado, Robert Pattinson pulou de uma grande franquia para outra: foi de "Harry Potter e o Cálice de Fogo", em 2005, em que viveu o adorável Cedrico Diggory, para o maior papel de sua carreira, o do vampiro Edward Cullen em "Crepúsculo", em cinco filme da saga inspirada nos livros de Stephenie Meyer.

Nos anos seguintes, após alcançar uma fama absurda, o ator se enveredou por um cinema mais independente e bem distante do que os fãs conquistados através do sucesso de "Crepúsculo" esperariam ver, mas foi só Pattinson ser anunciado como o novo intérprete de Bruce Wayne, alterego do Batman, que a situação mudou de figura.

Por mais que deteste - e ele já deixou isso bem claro -, as pessoas adoram Pattinson em um bom blockbuster. E apesar de ser lembrado para sempre como Edward nos corações apaixonados de eternas adolescentes, o ator ainda conseguiu furar a casca até dos nerds mais durões, que o aceitaram como o seu novo Batman em 2022.

Avatar: O Caminho da Água

Foram 13 anos até a estreia de "Avatar: O Caminho da Água", aguardada sequência de "Avatar", longa de 2009 que, até hoje, ostenta o título de maior bilheteria da história do cinema. Como já havia levado visuais incríveis às telonas com o primeiro filme, a ideia de James Cameron era se superar na sequência.

Para a história, o cineasta escolheu a família como tema, inclusive inspirado nas relações familiares de brasileiros, conforme revelou o produtor Jon Landau. Porém, o destaque de "Avatar: O Caminho da Água" é a sua técnica que, no passado, levou tantas pessoas aos cinemas.

Quando achávamos que Cameron havia feito o seu trabalho ao criar a majestosa Pandora, nós fomos surpreendidos por novas faces do lugar, como a área habitada pelos metkayinas, o clã da água. Além de novos personagens, novas paisagens e novos animais incríveis enriqueceram ainda mais o universo criado pelo cineasta.

Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

Enquanto os fãs do Universo Cinematográfico da Marvel discutiam sobre os méritos de "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura", outro filme sobre o multiverso tomava os cinemas de assalto: "Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo".

Na história, a comum dona de uma lavanderia se descobre no meio de uma luta interdimensional após diversos universos começarem a se colidir. Por um momento, ela precisa abandonar os problemas com dívidas, um casamento à beira do fracasso e um péssimo relacionamento com a filha lésbica para proteger tudo o que mais ama de ser destruído em todo o multiverso.

Além de contar com uma história incrível, "Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo" nos leva em uma viagem fantástica por diferentes realidades, cada uma com suas características e histórias próprias, o que torna a experiência ainda mais bacana. Se não é o melhor filme do ano, certamente ficou bem próximo do título.

X: A Marca da Morte

"X - A Marca da Morte" chegou aos cinemas com o selo de qualidade da A24, empolgando os fãs de filmes independentes, mas logo caiu no gosto do público mais tradicional ao se mostrar um dos melhores filmes de terror do ano.

Estrelado por Jenna Ortega, nova queridinha de Hollywood, e Mia Goth, o filme fez tanto sucesso que o seu diretor, Ti West, tratou logo de investir em mais dois filmes, criando uma trilogia relâmpago.

"Pearl", segundo filme da coleção, nem foi lançado oficialmente no Brasil, mas já conta com uma porrada de fãs, ansiosos para ver a produção nas telonas. Goth, a única do elenco de "X" a ser escalada para os outros filmes da trilogia, também se deu bem e começou a igualar a popularidade de Ortega.

Terrifier 2

Sequência de "Terrifier", lançado sem muita repercussão em 2016, "Terrifier 2" não saiu da boca das pessoas por muito tempo. E, mesmo chegando aos cinemas brasileiros apenas nos últimos dias do ano, fez bastante sucesso por aqui também.

"Terrifier 2" não é o maior filme de terror do ano, mas se destacou pelas polêmicas após o seu lançamento, em outubro deste ano: o filme é tão violento e sanguinário, que fez muita gente sair das sessões de cinema em uma ambulância com destino ao hospital. Loucura, hein?


Para qual lançamento de 2023 você está mais ansioso? Vote em seu filme favorito!

  • "Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania" (16 de fevereiro)
  • "Pânico VI" (9 de março)
  • "Shazam! Fúria dos Deuses" (16 de março)
  • "John Wick 4: Baba Yaga" (23 de março)
  • "Super Mario Bros. O Filme" (30 de março)
  • "Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes" (13 de abril)
  • "Guardiões da Galáxia: Volume 3" (4 de maio)
  • "Velozes & Furiosos 10" (18 de maio)
  • "A Pequena Sereia" (25 de maio)
  • "Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" (1º de junho)
  • "The Flash" (16 de junho)
  • "Indiana Jones e o Chamado do Destino" (29 de junho)
  • "Missão Impossível: Acerto de Contas - Parte 1" (13 de julho)
  • "Barbie" (20 de julho)
  • "Oppenheimer" (20 de julho)
  • "Besouro Azul" (17 de agosto)
  • "As Marvels" (27 de julho)
  • "Duna: Parte 2" (2 de novembro)
  • "Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes" (16 de novembro)
  • "Aquaman e o Reino Perdido" (21 de dezembro)

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!