CineBuzz
Pride / INFORMAÇÃO

Atriz Glamour Garcia assina a contracapa de livro sobre orientações médicas para transgêneros

Britney em "A Dona do Pedaço" se tornou uma ativista pelos direitos da comunidade trans

Redação Publicado em 14/08/2020, às 15h34

Glamour Garcia - Raquel Cunha/Globo
Glamour Garcia - Raquel Cunha/Globo

Ela nasceu Daniel, mas já aos 10 anos se depilava. Daniela Garcia Machado, conhecida como Glamour Garcia, tem 31 anos e desde pequena se sentia uma mulher dentro de um corpo masculino. E foi como Britney em "A dona do pedaço", na Rede Globo, que trouxe sua história à tona e rendeu várias premiações, incluindo o Troféu de Atriz Revelação nos Melhores do Ano do Domingão. Glamour foi a primeira atriz trans a receber o prêmio.

Em 2009, Daniela iniciou a transição de masculino para feminino e de lá pra cá se tornou uma ativista pelos direitos da comunidade trans. Seu reconhecimento lhe rendeu um convite para participar do livro “Transgêneros: Orientações médicas para uma transição segura”, lançado pelo médico de Blumenau (SC) José Carlos Martins Junior.

Há seis anos à frente do Transgender Center Brazil, clínica em Blumenau especializada no atendimento trans, Dr. José Carlos Martins reúne em 180 páginas todo o seu know-how e expertise no assunto, trazendo para a população transgênera informações seguras acerca do tema. Entre os temas abordados no livro “Transgêneros: Orientações médicas para uma transição segura” estão Terapia hormonal, Cirurgia de feminização e Masculinização facial, Feminização e Masculinização corporal e Redesignação sexual masculina e feminina.

Crédito: Lucas Gonçalves

 

Esse é o primeiro e único livro destinado à comunidade trans com o tema Técnicas cirúrgicas faciais, corporais e sexuais. Existe um livro escrito na década de 1990 pelo médico americano Douglas K. Ousterhout, que foi o pioneiro nas técnicas de cirurgia de feminização facial, porém, este livro não fala sobre cirurgias corporais e sexuais.

Na contracapa do livro destaque para o depoimento de Glamour Garcia: “Inúmeros são os desafios de uma cidadã, ou cidadão trans. A violência e a hierarquia brutal fazem com que as estatísticas de qualidade de vida trans sejam absurdamente desumanas”.

É contra esse preconceito que o livro fala, não apenas da sociedade, que discrimina, mas da classe médica também, que muitas vezes se volta contra os profissionais que atuam com este público específico.


Se você é apaixonado por leitura e está procurando uma maneira mais prática de conferir suas histórias favoritas em qualquer lugar, dá uma olhada nos 3 modelos de Kindle do site:

1. Kindle 10ª geração:  https://amzn.to/2Tz1FzZ

2. Kindle Paperwhite 8GB:  https://amzn.to/38evDgN

3. Kindle Paperwhite 32GB: https://amzn.to/30qRpes

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.