CineBuzz
Facebook CineBuzzTwitter CineBuzzInstagram CineBuzz
TV e Séries / Séries / DOCUMENTÁRIO

"Pacto Brutal": Glória Perez cedeu fotos de Daniella Perez morta para série da HBO Max

Corpo de Daniella Perez foi encontrado repleto de cortes peito e pulmão em um matagal no Rio de Janeiro

Thamyris Couto| @thamy_couto Publicado em 26/07/2022, às 13h50 - Atualizado às 14h00

"Pacto Brutal": Glória Perez cedeu fotos de Daniella Perez morta para série da HBO Max - Divulgação/HBO Max
"Pacto Brutal": Glória Perez cedeu fotos de Daniella Perez morta para série da HBO Max - Divulgação/HBO Max

"Pacto Brutal", a série documental que aborda a tragédia que parou o Brasil em 1992, a morte de Daniella Perez, trouxe imagens chocantes do cadáver da atriz no momento em que foi encontrada morta em um matagal na cidade do Rio de Janeiro. E o que muitos talvez não imaginariam, é que elas foram dadas à produção pela própria Glória Perez, mãe da jovem.

Quem a conhece, sabe que desde o assassinato de Daniella, Glória sempre fez questão de falar sobre o crime, para que pudesse ser contado derdadeiramente e sem o sensacionalismo que teve na época. A autora da novela "De Corpo e Alma" cedeu uma entrevista ao Splash contando o que a motivou a entregar todos os arquivos e fotos do caso, registros esses que são bastante explícitos quanto à violência sofrida pela atriz, que levou 18 punhaladas no peito, deixando seu coração exposto.

"Se você quer contar essa história, tem que mostrar o que eles fizeram", pontua Perez. "O que me incomoda é que esse crime tenha sido cometido e que tenha sido tratado da maneira que foi. Eu acho que as fotos não deixam minimizar nada", ressaltou. "Você olha e foi exatamente aquilo que foi feito. Então, me dói ver aquilo? Muito. Mas me doeu ver aquilo ao vivo, como eu vi. E ver depois como aquilo foi tratado de maneira a minimizar [o crime]", continuou.

Glória ainda comenta em diversos momentos de "Pacto Brutal" como o caso foi mal tratado pela mídia, sendo passional demais com Guilherme de Pádua- autor do crime -, e misturando a realidade com a ficção da novela em que ele contracenava com Daniella como um par romântico.

"Ele dizia que foi um acaso. Mas, não foi uma coisa casual. Quando você olha aquelas fotos, você vê que não tem nada de momento, foi feito de uma forma quase ritualística", pontuou. Dado este comentário da autora, no documentário, quando o corpo de Daniella é visto por amigos e familiares, uma das pessoas parece seguir a mesma linha de raciocínio de Glória. Ela detalha como as cortes no peito foram feitos, a ponto de expor o coração da atriz, a mecha de cabelo cortada e o assassinato ter acontecido em uma noite de lua cheia.

Por fim, Glória Perez confirmou a entrega do material exclusivo para os diretores do documentário, Tatiana Issa e Guto Barra, confiando a eles o que seria a versão mais correta da história. "Entreguei e confiei neles. Não vou discutir a proporção das fotos, mas sim a brutalidade contida naquelas fotos", contou.

"Esse tempo todo, essa história foi contada da maneira mais sensacionalista possível. Agora, eu queria que o processo falasse. O que me levou a aceitar fazer parte desse projeto e ceder todo o meu arquivo à HBO foi a proposta de que eles se ateriam aos autos do processo", completou a autora. "Não se trata mais de apresentar versões. É o processo que fala e é só por ele que você pode entender o que aconteceu e o porquê dois psicopatas foram condenados por homicídio duplamente qualificado", finalizou.

Em um último momento, a mãe de Daniella Perez revelou a única coisa que a faria não aceitar "Pacto Brutal": o depoimento de Guilhermee Paula Nogueira Peixoto, cúmplice e esposa do ex-ator na época. "Isso eu realmente não queria que fizessem, mas também não veio na proposta deles".

SOBRE O CASO

Daniella Perez foi morta no dia 28 de dezembro de 1992, em um caso que parou o Brasil. Na época, ela interpretava a personagem Yasmin na novela "De Corpo e Alma", mesma produção televisiva em que Guilherme de Pádua Thomaz estrelara. Ele foi o responsável pelo assassinato da atriz, que teve ajuda de sua ex-esposa, Paula Nogueira Peixoto

O corpo de Daniella foi encontrado em um terreno baldio, no Rio de Janeiro, com as feridas causadas por tesoura. Ao todo, a perícia totalizou 18 apunhaladas. O casal foi condenado a 16 e 19 anos de prisão, respectivamente, em 1997, mas tiveram a pena reduzida para 6 anos.

SOBRE "PACTO BRUTAL"

"Pacto Brutal" mostra detalhes da tragédia que chocou o Brasil em 1992, quando Daniella Perez foi assassinada por Guilherme de Pádua, aos 22 anos. Ao todo, a produção terá cinco episódios dirigidos por Tatiana Issa e Guto Barra e os dois primeiros já estão disponíveis no catálogo da plataforma de streaming. Os três episódios restantes serão lançados semanalmentes na HBO Max.

O documetário ainda traz depoimentos de Glória Perez, mãe da artista, Raul Gazolla, viúvo de DaniellaMaurício MattarClaudia RaiaFábio AssunçãoCristiana Oliveira e Eri Johnson, e a jornalista Glória Maria.

Os dois primeiros episódios de "Pacto Brutal" já estão disponíveis no HBO Max. Os demais serão exibidos semanalmente.


Leia mais sobre "Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez":


E lá se foi metade do ano... Até agora, qual foi o melhor filme de 2022?

  • "O Beco do Pesadelo"
  • "Spencer"
  • "Morte no Nilo"
  • "Uncharted"
  • "Licorice Pizza"
  • "The Batman"
  • "Sonic 2: O Filme"
  • "Medida Provisória"
  • "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore"
  • "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura"
  • "O Homem do Norte"
  • "O Peso do Talento"
  • "Top Gun: Maverick"
  • "Jurassic World: Domínio"
  • "Lightyear"
  • "Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo"

+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!