CineBuzz

Por que você não precisa ser fã da Marvel para assistir "Cavaleiro da Lua"?

Temporada única da série com Oscar Isaac chega ao Disne+ na próxima quarta-feira (30)

Thamyris Couto| @thamy_couto Publicado em 24/03/2022, às 15h28 - Atualizado às 15h57

Por que você não precisa ser fã da Marvel para assistir "Cavaleiro da Lua"? - Divulgação/Disney+
Por que você não precisa ser fã da Marvel para assistir "Cavaleiro da Lua"? - Divulgação/Disney+

"Cavaleiro da Lua" é a mais nova série da Marvel Studios, que chega ao Disney+ na próxima quarta-feira, dia 30 de março. Mas, se você é daqueles que não conhece ou acompanha a trajetória dos personagens do estúdio, não tem problema, uma vez que a produção apresenta um enredo paralelo aos filmes e séries lançados até agora.

Dirigida por Mohamed Diab, a trama segue a vida de Steven Grant (Oscar Isaac), um homem gentil, educado e aparentemente normal, mas que descobre ter uma dupla identidade, dividindo sua personalidade com a do mercenário implacável, Marc Spector

Logo, após descobrir este lado mercenário, e tornar-se muito rico, ele fica entre a vida e a morte em uma de suas missões. Nela, ele encontra em uma visão o deus egípcio Khonshu, o deus da Lua, que lhe concede a chance de ser um de seus agentes na Terra, transformando-o no Cavaleiro da Lua.

Confira mais algumas características da série que provam a você que não é preciso acompanhar o MCU:

 

  • NOVO HERÓI E PERSONAGENS

"Cavaleiro da Lua" apresenta um novo protagonista ao público, entre outros personagens nunca vistos antes, Steven Grant, interpretado por Oscar Isaac ("Duna"). Mesmo após sofrer com os trantornos de personalidade, sendo elas: Marc Spector, Mr. Knight e Cavaleiro da Lua, ele acaba aceitando a nova realidade, sempre tentando solucionar os seus principais mistérios e enfrentando os vilões presentes tanto na vida de Grant, quanto na de Spector.

 

  • NOVA TEMÁTICA

Com uma fotografia mais sombria, diferente das produções do Universo Cinematográfico da Marvel, a série apresenta perspectivas mais adultas, oferecendo um novo tipo de produção para o público. Focada em temas malévolos, com pitadas de terror e suspense, "Cavaleiro da Lua" também conta com sequências brutais de ação, equilibradas por momentos de intriga, leveza e um pouco de mistério.

O próprio Isaac já a definiu a produção como "a mais madura da Marvel". “‘Cavaleiro da Lua’ é uma produção ambiciosa e arriscada. Ele é um herói obscuro, e as coisas com as quais estamos lidando são muito diferentes. Mas por ser uma minissérie não existe aquela pressão por bilheterias, então assumimos mais riscos que os filmes do MCU na questão de introduzir elementos mais maduros”, contou à Empire.

 

  • REPRESENTAÇÃO CULTURAL

A nova produção se passa no Egito e conta com diversas referências históricas acerca da iconografia e mitologia egípcia. Com uma identidade visual única, "Cavaleiro da Lua" também apresenta algumas divindades culturais da região, dentre elas, Konshu, como o foco principal. Na trama, o vencedor do Oscar pelo filme "Amadeus", F. Murray Abraham, será o responsável por emprestar sua voz ao personagem.

 

  • SAÚDE MENTAL

Um dos principais focos da série se dá em torno das diferentes identidades do personagem principal, que sofre de transtorno dissociativo de identidade - uma doença que inclui a incapacidade de recordar memórias, informações diárias, eventos importantes e traumáticos, além de ser também principalmente caracterizada pela presença de uma dupla personalidade.

"É uma história sobre identidade e encontrar o verdadeiro eu. ” jornada em que Marc Spector está durante todo a série se trata de ‘Quem sou eu? E como reconciliar partes do meu passado, presente e futuro com as quais não necessariamente concordo?’ viver com as diferentes partes de nós mesmo é algo com o qual a maioria de nós tenta ignorar, mas isso não é uma opção para Marc", explicou o produtor Grant Curtis ao USA Today.

Gostou de saber um pouco mais de "Cavaleiro da Lua"? Então marca na sua agenda, pois a primeira temporada chega com exclusividade ao Disney+ na próxima quarta-feira, dia 30 de março.