CineBuzz
Cinema / #CineBuzzJáViu

Quais são os pontos negativos de "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore"?

Terceiro longa da franquia derivada de "Harry Potter" chega aos cinemas nesta quinta-feira (14)

Redação Publicado em 14/04/2022, às 12h15

Mads Mikkelsen é Gerardo Grindelwald em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" - Divulgação/Warner Bros. Pictures
Mads Mikkelsen é Gerardo Grindelwald em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" - Divulgação/Warner Bros. Pictures

Depois de longos três anos e meio, os fãs finalmente poderão assistir a "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore". Vindo de um filme bastante criticado por ter um roteiro confuso e pouco elaborado, a sequência não tem apenas a missão de dar continuidade à história, mas de manter o entusiasmo dos fãs para mais dois filmes da franquia derivada do sucesso "Harry Potter".

Mas será que o longa dá conta de atender a esses critérios? Em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore", vemos que Gerardo Grindelwald (Mads Mikkelsen) está cada dia mais poderoso e influente no mundo bruxo. Porém, Alvo Dumbledore (Jude Law), mesmo impedido por um pacto firmado há anos, não desistiu de acabar com os planos do ex-amante e impedir uma guerra entre bruxos e trouxas.

Nós, de CineBuzz, já assistimos ao filme - você pode ler a nossa crítica completa clicando aqui - e elencamos quatro pontos negativos da nova aventura de "Animais Fantásticos". Também listamos alguns pontos positivos, caso você tenha interesse. E, é claro, após assistir ao filme, não deixe de nos contar o que achou de "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore". Confira os pontos negativos a seguir:

 

A história

Ao final de "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore", você provavelmente sentirá como se tivesse avançado milímetros na história. Apesar de ter duas horas e meia, o filme se apoia em uma trama fraca com uma conclusão previsível. Os fãs da saga podem até ficar empolgados ao serem apresentados a novos elementos do mundo mágico, mas o público geral pode ficar entediado no processo.

Talvez isso dê ao fato de que J. K. Rowling é uma autora, mas não uma roteirista, e esteja acostumada a ter espaço para contar suas histórias, como nas milhares páginas de "Harry Potter". No entanto, ela acaba empregando essa mesma parcimônia ao seu roteiro e transformando "Os Segredos de Dumbledore" em um filme esquecível. Steve Kloves, responsável por adaptar sete dos oito filmes de "Harry Potter", até tentou ajudar a arrumar a bagunça, mas os esforços, dessa vez, não valeram a pena.

Jude Law é Alvo Dumbledore em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" (Foto: Divulgação/Warner Bros. Pictures)
Jude Law é Alvo Dumbledore em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" (Foto: Divulgação/Warner Bros. Pictures)

 

 

Os animais fantásticos

Essa nova franquia nasceu baseada no livro fictício "Animais Fantásticos e Onde Habitam", de Newt Scamander, que existe em "Harry Potter". A ideia de falar sobre essas criaturas fantásticas, que não tiveram tanto espaço na franquia original, é muito bacana e funciona perfeitamente no primeiro filme. Porém, com mais dois, elas se tornam cansativas.

Vamos ser sinceros, Eddie Redmayne foi um ótimo protagonista para "Animais Fantásticos e Onde Habitam", mas agora o seu Newt Scamander continua em cena apenas por conveniência. Agora que a história é sobre a ascensão de Gerardo Grindelwald como o vilão e, eventualmente, o duelo contra o amor de sua vida, Alvo Dumbledore, os animais fantásticos se tornaram uma distração.

Teseu (Callum Turner) e Newt Scamander (Eddie Redmayne) em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" (Foto: Divulgação/Warner Bros. Pictures)
Teseu (Callum Turner) e Newt Scamander (Eddie Redmayne) em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" (Foto: Divulgação/Warner Bros. Pictures)

 

 

Os segredos de Dumbledore

Se você não sabe absolutamente nada sobre "Harry Potter", nunca leu uma lista de curiosidades sobre a saga, nada mesmo, talvez você se surpreenda com os tais segredos de Dumbledore, que enchem o título. Porém, para os fãs, as notícias são velhas, mais precisamente de 2007, quando "Harry Potter e as Relíquias da Morte" chegou às livrarias.

Naquela época, quem leu o livro, que encerrava a história do jovem bruxo, ficou tão surpreso quando Harry ao descobrir novidades sobre o passado de Dumbledore, que sempre foi uma pessoa bastante reservada e, surpreendentemente, tinha uma história triste e marcada por perdas. "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore", lançado quinze anos depois, se aprofunda nessa história. Um pouco de mais do mesmo.

Alvo (Jude Law) e Aberforth Dumbledore (Richard Coyle) em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" (Foto: Divulgação/Warner Bros. Pictures)
Alvo (Jude Law) e Aberforth Dumbledore (Richard Coyle) em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" (Foto: Divulgação/Warner Bros. Pictures)

 

 

A revelação sobre Aurélio Dumbledore

Esse talvez seja o ponto mais frustrante de todo o filme. Depois de quase quatro anos com a questão matutando em nossas cabeças, o mistério sobre a identidade de Aurélio Dumbledore (Ezra Miller) é resolvido sem impacto algum, como em uma conversa de bar. Se você desviar a atenção do filme por alguns segundos, pode até perder a revelação. Por sorte, vem a história depois, o que seria uma forma mais interessante de contar a verdade desde o princípio.

Aurélio Dumbledore é vivido por Ezra Miller em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" (Foto: Reprodução/Warner Bros. Pictures)
Aurélio Dumbledore é vivido por Ezra Miller em "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore" (Foto: Reprodução/Warner Bros. Pictures)

 

 


Já assistiu a "Os Segredos de Dumbledore"? Então, diz pra gente, qual é o seu favorito da franquia "Animais Fantásticos"?

  • "Animais Fantásticos e Onde Habitam"
  • "Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald"
  • "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore"
  • Prefiro "Harry Potter

 


+ Já segue o CineBuzz nas redes sociais? Então não perde tempo!